Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 31/07/2020

Ontem: Ibovespa caiu 0,6%, mantendo-se porém no patamar de 105.000 pontos, na esteira da queda do S&P 500 e Dow Jones, e também sob pressão de balanços domésticos. Vale e Bradesco puxaram as perdas. Em NY, desconforto veio com maior contração da economia americana pelo menos desde os anos 1940, -32,9% no segundo trimestre, enquanto aumentou o número de americanos que solicitaram benefícios de desemprego, em uma semana foram 1.434.000 pedidos. Presidente dos EUA, Donald Trump, levantou a possibilidade de adiamento da eleição de 3 de novembro até depois de a pandemia do coronavírus diminuir, o que exigiria anuência do Congresso, já contrário à ideia. Dólar caiu, acompanhando a fraqueza da moeda americana globalmente. Após o encerramento do pregão, a Petrobras divulgou prejuízo de R$ 2,71 bi no segundo trimestre.


Hoje: Apple e outros gigantes da tecnologia superam as já positivas expectativas de alta demanda por bens e serviços do setor durante o isolamento. Nasdaq futuro chegou a subir mais de 1%, enquanto o S&P futuro tem ganho mais modesto, com otimismo mitigado por incertezas sobre ressurgimento de casos de coronavírus e pacote de estímulos nos EUA. Minério de ferro sobe após PMI manufaturas melhor que o esperado na China e mercados monitoram nova bateria de dados nos EUA, incluindo PCE e renda pessoal. No Brasil, Petrobras tem prejuízo e vendas frustrantes, mas Ebitda supera todas as previsões. Agenda doméstica traz déficit primário consolidado. Na política, presidente de comissão fala em retomar debate da reforma tributária, enquanto líder do centrão defende debate de novo imposto, rejeitado por Maia, mas não vê prioridade na autonomia do BC. Ainda na cena corporativa, Azul admite possível fusão com Latam e Justiça rejeita afastar trabalhadores da JBS. Soma estreia na bolsa, Vasta precifica IPO acima do topo e mais empresas falam em abrir capital. Campos Neto conversa com B3.


Bom dia e bom final de semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt