Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 31/07/2019

Um dia antes de decisões cruciais do Fed e do Copom, os ativos brasileiros ontem mantiveram o compasso de espera, sem disposição nem driver que pudessem levar a maiores movimentos. O dólar subiu pouco, mantendo-se abaixo de R$ 3,80, enquanto os juros futuros tiveram pouca alteração. A bolsa caiu 0,5%, pressionada pelo balanço de Itaú, que mostrou desaceleração no crescimento do crédito e trouxe ações de outros bancos para o negativo. Precificação da curva de juros reforçou apostas em corte de 0,50 pp na Selic hoje, mas economistas seguem divididos entre essa perspectiva e a de redução de 0,25 pp.


Lá fora, as bolsas americanas caíram em meio a resultados mistos e cenário incerto para as negociações comerciais entre EUA-China. O presidente Donald Trump criticou a falta de vontade da China em comprar produtos agrícolas norte-americanos e disse que o país continua “enganando” os EUA, no momento da retomada das negociações. O petróleo subiu com expectativa de corte de juros pelo Fed. O BOJ (Banco Central Japonês) manteve os juros e disse que está mais positivo sobre estímulos monetários


Hoje Copom e Fomc anunciam suas decisões. Como o anúncio da taxa do Fed será às 15:00, uma surpresa, vista como improvável, poderia influenciar as apostas do mercado para o BC brasileiro, que anuncia sua decisão apenas às 18:00. As decisões sobre juros devem ser os principais catalizadores do mercado entre hoje e amanhã. Contudo, outros pontos da agenda também devem ser monitorados. Nos EUA, ainda sai hoje o ADP, um dado de emprego que costuma ser proxy do payroll, que sai na sexta. No Brasil, será divulgada a taxa de desemprego nacional, com expectativa de leve queda, e após o fechamento sai o balanço da Vale. Nesta manhã, bolsas e moedas operam de lado no exterior em meio a dúvidas sobre como será a reação ao Fomc, após frustração com BCE, e diante da falta de avanços evidentes nas negociações comerciais entre EUA e China.



Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt

Morning Call - 15/06/2021

Ontem: Em dia morno de negócios, com o mercado à espera das decisões do Fed e do Copom amanha, a bolsa subiu 0,6%, sem conseguir manter o patamar de 131.000 pontos que havia atingido mais cedo, mas ai

Morning Call - 14/06/2021

Sexta: O anúncio da Petrobras de redução de preços da gasolina, a partir de sábado, fez os juros futuros curtos reverterem a alta a partir do início da tarde, enquanto pesou sobre as ações da empresa,