Buscar
  • Pedro Hernandez

Morning Call - 29/12/2021

Ontem: O Ibovespa encerrou q sessão em queda, abaixo dos 105.000 pontos, com baixa do minério empurrando Vale ao quarto recuo seguido e pesando também sobre as siderúrgicas. Varejistas tiveram dia volátil com dados fracos das vendas de Natal. Empresas de saúde como Intermédica e Hapvida colaboraram para tirar ímpeto da bolsa. Dólar passou a tarde “de lado”, em ambiente de fraca liquidez típico de final de ano. Curva de juros deu continuidade ao alívio visto desde que as expectativas de inflação pararam de piorar, com taxas curtas em leve alta e longas em queda, ainda que os rendimentos dos Treasuries tenham apagado a baixa. Nos EUA, S&P 500 cedeu levemente depois de ter alcançado na véspera seu 69º recorde neste ano. Embora os casos globais de Covid-19 tenham atingido o recorde diário na segunda-feira, as preocupações estão sendo limitadas por estudos que indicam que a variante ômicron, mesmo mais contagiosa, tem efeitos menos graves. Aqui, governo estuda usar o IOF para compensar a desoneração da folha de pagamento de empresas de 17 setores, que foi prorrogada até 2023.


Hoje: Bolsas europeias e futuros dos EUA sustentam alta, apesar da queda das ações tecnológicas, ainda com visão de que economia global resistirá à escalada de casos da covid. Moedas pares do real recuam, mas com baixa oscilação. Às vésperas do fim do ano, sessão deve seguir com liquidez limitada. No Brasil, bolsa pode ser novamente prejudicada pela queda estendida do minério de ferro. Destaque na baixa do Ibovespa ontem, Vale confirma conversa com Anglo American sobre Serpentina. Noticiário corporativo também destaca suspensão de aumento do gás da Petrobras, que vai recorrer. Agenda destaca IGP-M, com estimativa de aceleração, e resultado do governo central, que pode vir levemente positivo, além de leilão de concessão da Cedae. Pressão de servidores por reajustes, que levaram ontem Guedes a fazer alerta, pode se ampliar com funcionalismo de estados e procuradores.


Bom dia

Posts recentes

Ver tudo

Ontem: A fala de Bruno Serra vista como dovish (flexível) pelo mercado derrubou os juros futuros e ajudou a reduzir a precificação de alta da Selic para as próximas reuniões. O diretor de Política Mon

Sexta: Jerome Powell deu alívio aos mercados ao final de uma semana marcada por forte volatilidade. O presidente do Fed afastou um aperto de juros mais agressivo nas próximas reuniões, apesar de númer

Ontem: A volatilidade dominou a sessão desta quinta-feira. O dólar chega ao final da tarde com leves oscilações enquanto o índice da moeda no exterior subiu com a busca por ativos seguros. Os juros fu