Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 29/04/2021

Ontem: Declarações do presidente do Fed, Jerome Powell, de que ainda não é momento para se pensar em reduzir a compra de títulos, mesmo após ter feito um diagnóstico melhor para a evolução da economia americana, soaram como dovish para os mercados e tiveram efeitos diretos para a melhora dos ativos locais. O dólar que já operava em queda antes, por fluxo e ajuste, ampliou a baixa para a casa dos R$ 5,35, rumo ao menor nível em três meses. Os juros futuros reverteram alta. O Ibovespa ampliou avanço com o Fed e retomou os 121.000 pontos, com bancos à frente e ganho de 8% do Santander Brasil após balanço. Lá fora, o índice dólar se enfraqueceu mais e os yields dos Treasuries caíram.


Hoje: Futuros de ações de NY sobem com resultados fortes da Apple e Facebook se somando à fala dovish de Powell. Alta dos yields, enquanto mercado espera PIB forte dos EUA, limita novas quedas da moeda americana esta manhã, mas quadro externo benigno se completa com 9ª alta seguida do índice de commodities. No Brasil, Tesouro faz leilão e testa melhora expressiva da curva longa de juros nos últimos dias. Risco fiscal pode voltar à cena, com Guedes tentando evitar perda de R$ 240 bi para o governo com julgamento no STF de ação sobre ICMS. Agenda forte traz IGP-M, que deve mostrar desaceleração, dados de crédito, que devem indicar crescimento, e déficit do governo central, que tende a vir menor após surpresa positiva da arrecadação de março. Pandemia tem números menores de casos e mortes, mas Fiocruz alerta que níveis seguem críticos, enquanto prossegue a busca de vacinas em meio à escassez. CMN e início da rolagem de swaps também estão em pauta, além de concessão de rodovia na véspera do leilão da Cedae. Caixa Seguridade estreia após IPO, resultado da CSN supera previsões, JBS paga dividendos adicionais, Americanas combina negócios com B2W e Petrobras se interessa em excedentes de Atapu e Sépia.


Bom dia a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt