Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 29/04/2019

A leitura de que avanço do PIB dos EUA além do esperado acontece junto com uma inflação controlada fez o dólar reverter a alta, em movimento favorável às moedas emergentes, com reflexo direto no mercado de câmbio doméstico na sexta feira. O dólar caiu pelo segundo dia seguido, reduzindo a terceira alta semanal consecutiva e o real destacou-se em ganhos entre pares e principais divisas globais. Já a bolsa teve um dia de ajuste, depois da alta da véspera, porém sustentando a segunda semana seguida de ganhos. Os juros futuros fecharam a sessão regular sem grandes mudanças.


No exterior, as bolsas americanas subiram após balanços melhores do que o esperado. Surpresas positivas da Amazon e Ford ofuscaram decepções com Intel e Exxon Mobil. O PIB americano cresceu acima do esperado no primeiro trimestre; inflação subiu menos que o previsto. O petróleo tombou depois que o presidente Trump pressionou a Opep a cortar preços e dúvidas cresceram sobre o impacto dos cortes de oferta da Rússia e do Irã.


Bolsonaro e Maia tiveram dois encontros no fim de semana, em sinal de reaproximação entre os dirigentes com maior peso no futuro das reformas no país. Presidente da república diz que conversa foi excelente e a assessoria de Maia afirmou que a conversa foi sobre a reforma da Previdência. A tramitação da reforma na comissão esta semana, contudo, pode ser prejudicada pelo feriado de 1º de maio, que também deve fechar mercados, prejudicando a liquidez. No exterior, bolsas europeias e petróleo caem nesta manhã, enquanto moedas têm oscilação discreta na abertura de semana movimentada por Fomc e payroll. Os EUA divulgam hoje dados de rendas e despesas pessoais e, à noite, sai PMI na China.




Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt