Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 28/09/2020

Sexta: O dólar subiu pela quarta sessão na semana, na esteira da valorização da moeda americana no exterior e da depreciação do euro, enfraquecido pelo ressurgimento de casos de coronavírus na Europa. A alta foi amenizada à tarde, tanto no mercado local, quanto no externo, diante dos ganhos das bolsas em NY, que atenuaram os receios quanto ao pacote de estímulos nos EUA. O Ibovespa apagou a queda diante do impulso tomado pelas bolsas americanas, que não foi suficiente, no entanto, para o índice trilhar o terreno positivo. Já os juros futuros passaram a maior parte do dia em queda, ainda reflexo da atuação do Tesouro na véspera ao concentrar o leilão em títulos de curto prazo e após BC reiterar mensagem dovish. Dólar subiu 3,2% na semana, a terceira seguida de alta, enquanto Ibovespa caiu 1,3%, na quarta baixa semanal consecutiva.


Hoje: Bolsas globais sobem e reduzem perdas acumuladas na recente onda de tensão gerada pelo coronavírus, incertezas sobre estímulos e eleição nos EUA e disputa com China. Metais avançam com alta dos lucros das indústrias chinesas, mas alívio é desigual, com petróleo em baixa e moedas mistas. Lira tem baixa forte com conflito entre Azerbaijão e a Armênia. No Brasil, perspectiva mais positiva do mercado com agenda econômica é reforçada por eventual avanço em acordo para plano que inclui o novo programa social e desoneração da folha. Mudanças devem ser apresentadas hoje, mas nova CPMF ainda é dúvida, dizem jornais. BC divulga pesquisa Focus e dados de crédito após ata do Copom reforçar visão dovish na semana passada e também comunica início da rolagem de swaps de novembro. Agenda externa, que será forte na semana com payroll, começa com fala de Lagarde, do BCE.


Bom dia e boa semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt