Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 28/01/2020

O receio com a disseminação do vírus de origem chinesa e possível impacto sobre a atividade global derrubou as bolsas nos EUA, Europa e também no Brasil ontem, enquanto elevou o dólar e outras moedas consideradas mais seguras, como o iene e o franco suíço. Os rendimentos das treasuries despencaram com a busca pela segurança dos títulos e, aqui, os juros futuros firmaram queda, embutindo o risco de o problema atrapalhar o processo de recuperação da economia. A aposta de redução da Selic em fevereiro foi reforçada e a precificação da curva de juros traz chances de outro corte em março. Isso também coloca uma pressão extra sobre o câmbio por reduzir a atratividade do Brasil para carry trade. Vale e Petrobras foram destaques de queda no Ibovespa, com commodities penalizadas pela dificuldade em se conter o vírus. No EXTERIOR, os mercados chineses devem permanecer fechados até segunda-feira depois que o país prorrogou o feriado do Ano Novo Lunar em meio a dificuldades de conter a disseminação do vírus; pelo menos 100 pessoas já morreram na China. As autoridades chinesas disseram que o vírus ainda não está sob controle, apesar de medidas agressivas para limitar a mobilidade de milhões de pessoas que vivem nas cidades próximas ao centro do surto. EUA pedem aos residentes que reconsideram viagens à China.


Hoje as bolsas externas ensaiam pausa na queda e o petróleo desacelera ritmo de perdas em meio a esforços internacionais para conter propagação do vírus. Sentimento de cautela, contudo, ainda predomina. Agenda destaca relatório da dívida e PAF no Brasil, enquanto EUA divulgam bens duráveis e indicador da Conference Board.


Bom dia a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt