Buscar
  • Pedro Hernandez

Morning Call - 28/01/2019

Sexta feira, feriado em São Paulo, os mercados externos tiveram um dia positivo. As bolsas americanas subiram (Dow +0,75%, S&P 500 +0,85% e Nasdaq +1,29%) e o dólar se desvalorizou frente aos pares do real. Por aqui, a moeda brasileira teve poucos e pontuais negócios na sexta feira por conta do fechamento da B3. Os papeis da Vale, que chegaram a cair 15% em NY na sexta, fecharam com desvalorização de 8%.

A semana começa com o ajuste das ações da Vale na B3 após o colapso de barragem de mina em Brumadinho, que supera o da Samarco de 2015 em número de vítimas. Mineradora sofre bloqueios de R$ 11 bi, suspende dividendos e é colocada em creditwatchcom implicações negativas pela S&P. Na agenda teremos ainda a cirurgia de Bolsonaro esta manhã em SP e o fim do recesso e eleições na Câmara e Senado, enquanto a proposta da Previdência entra em período de definição. Agenda externa semanal, que será também pesada com Fomc e payroll, começa hoje com fala de Draghi.



Posts recentes

Ver tudo

Sexta: Apetite ao risco no exterior, enquanto operadores ponderaram chance de Fed desacelerar ritmo do aperto em setembro, e relatos de fluxo doméstico sustentaram a dinâmica positiva dos ativos locai

Ontem: Avanço dos yields e realização de lucros pressionam dólar, que fechou em alta superior a 1%. Moeda renovou a máxima perto de R$ 5,17 e real anotou o pior desempenho entre emergentes. Rendimento

Ontem: Reversão da queda dos yields americanos freou o ímpeto de queda do DI, que chegou a mergulhar pela manhã com o CPI abaixo do esperado nos EUA. Inflação americana aumentou chance de 0,50pp pelo