Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 26/02/2020

Sexta e ultimos dias: Na sexta feira o Ibovespa caiu e perdeu os 114.00 pontos, em linha com a aversão ao risco vista no exterior. O dólar teve uma sessão agitada, ao cravar outro recorde intradiário acima de R$ 4,40, antes de reverter movimento com PMIs fracos nos EUA. a indicar que coronavírus já prejudica a indústria americana. Os juros futuros médios e longos mantiveram a alta provocada por influência do dólar, num mercado com baixa liquidez. Na segunda, os mercados internacionais entraram em panico com a disseminação do coronavirus na Europa e com noticias de piora do quadro na China. As bolsas ao redor do mundo despencaram e o dólar disparou. Ontem o dia começou ate que tranquilo la fora, porem novamente os índices de ações sofreram perdas significativas.


Hoje: O S&P futuro e bolsas europeias ensaiam alta, mas não devem impedir fortes perdas dos ativos brasileiros no ajuste à significativa deterioração dos mercados globais durante o Carnaval. O Ibovespa deve ficar na casa dos 106/109 mil pontos e o dolar na casa dos 4,45/4,47. No retorno do feriado, os investidores também se deparam com a confirmação do 1º caso de infecção no Brasil. Uma coletiva do presidente Trump sobre o tema é aguardada para o começo da noite. Encoberta pela tensão global com o vírus, agenda de dados inclui vendas de moradias nos EUA e Focus no Brasil. Frigoríficos podem ser favorecidos pela abertura dos EUA à carne nacional.


Bom dia e boa semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt