Buscar
  • Pedro Hernandez

Morning Call - 26/01/2021

Hoje: Mercado volta do feriado com índice dólar em alta e ainda tendo que fazer ajuste ao desempenho negativo das moedas emergentes na segunda-feira. Na bolsa, ajuste mais negativo deve ser feito por Eletrobras, após ADR despencar 12% ontem com demissão de CEO atribuída ao atraso na privatização. Avanço da Covid, ceticismo com vacinas e dificuldades no pacote de estímulos também alimentam viés negativo em NY, enquanto na Ásia bolsas caíram com retirada de liquidez pelo BC chinês. No Brasil, vacinas ganham expectativa de mais doses em meio a números altos da Covid-19, que já levam o governo a admitir novo auxílio emergencial combinado a medidas de ajuste, segundo jornais. Popularidade de Bolsonaro cai com pandemia, mas candidatos no Congresso não abraçam impeachment. Na véspera do Fomc nos EUA, Brasil tem agenda forte com potencial de afetar os juros, com ata do Copom, fala de Campos Neto e IPCA-15, além do leilão de NTN-B. Na cena corporativa, negociações entre Vale e MG, ofertas de ações e balanço da Cielo são destaques.


Bom dia a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Ontem: A fala de Bruno Serra vista como dovish (flexível) pelo mercado derrubou os juros futuros e ajudou a reduzir a precificação de alta da Selic para as próximas reuniões. O diretor de Política Mon

Sexta: Jerome Powell deu alívio aos mercados ao final de uma semana marcada por forte volatilidade. O presidente do Fed afastou um aperto de juros mais agressivo nas próximas reuniões, apesar de númer

Ontem: A volatilidade dominou a sessão desta quinta-feira. O dólar chega ao final da tarde com leves oscilações enquanto o índice da moeda no exterior subiu com a busca por ativos seguros. Os juros fu