Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 25/07/2019

Ibovespa ontem subiu pela segunda vez nesta semana, de volta aos 104.000 pontos, impulsionado por notícias corporativas. BR Distribuidora renovou máxima histórica intradiária após a oferta de ações detidas pela Petrobras e Cielo disparou com recuperação de volume em trimestre fraco. Analistas consideram que as medidas de liberação do FGTS e PIS, anunciadas hoje pelo governo, não devem ter impacto relevante já que os saques são muito limitados e devem ser usados pelas pessoas para pagamento de dívidas. Dólar cai levemente, em sintonia com Índice Dólar, que desacelerou baixa durante a tarde, em movimento relacionado às apostas de política monetária do Fed e do BCE. Os juros futuros encerraram sessão regular em leve baixa e mercado aumentou precificação de corte da Selic na direção de 0,50 pp.


Lá fora, as bolsas americanas subiram com investidores avaliando dados fracos de manufatura nos EUA e Europa e resultados corporativos mistos, incluindo prejuízo inesperado da Boeing. Os bancos centrais permanecem em foco depois que o FMI cortou na terça-feira projeções para crescimento global e mercado espera que corte da taxa básica de juros pelo Fed em 0,25 pp na próxima semana.


Hoje as bolsas amanheceram subindo e os rendimentos dos títulos europeus caindo enquanto os investidores aguardam a decisão do BCE, a ser seguida por fala do presidente do BC europeu às 9:30. A expectativa majoritária é de manutenção da taxa, mas o mercado não descarta surpresa diante dos indicadores de enfraquecimento global e espera algum sinal de corte futuro. Em caso de surpresa dovish, apostas em redução mais acelerada da Selic, já ampliadas com a Previdência e IPCA-15, ganhariam um argumento extra. EUA também podem mover mercado com dado de bens duráveis hoje e PIB amanhã, que devem afinar as expectativas para o Fomc da próxima semana e que já embutem estimativa de corte.



Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt