Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 25/05/2021

Ontem: O Ibovespa alcançou o patamar de 124.000 pontos nesta segunda-feira, no nível mais alto desde 8 de janeiro, puxado por Magazine Luiza, Banco Inter e Petrobras e também favorecido por clima ameno no exterior. Banco Inter foi a estrela do dia, com alta de 25% das units, após Stone acertar compra de fatia na instituição financeira por R$ 2,5 bi. Marfrig comprou 24,23% do capital da BRF por meio de opções e leilão realizados na bolsa. Um dos vendedores dos papéis à Marfrig foi a Previ, que embolsou R$ 651 milhões e os reverterá em compras de NTN-B para reduzir exposição à renda variável. Os juros futuros encerraram a sessão em alta, com adição de prêmios de risco diante das notícias de que o governo avalia a possibilidade de prorrogar o auxílio emergencial, segundo os jornais. E o dólar caiu quase 1%, seguindo enfraquecimento externo da moeda, com algum alívio nas especulações sobre movimento de aperto monetário pelo Fed e fluxo. O presidente do BC, Roberto Campos Neto, disse que a inflação implícita começou a subir recentemente e que, além do efeito commodities, pesam a pressão fiscal e incertezas com cenário político. As bolsas americanas subiram, com o setor de tecnologia liderando ganhos.


Hoje: Bolsas globais estendem alta e índice dólar cai junto com yields dos treasuries, ainda refletindo falas dovish de dirigentes do Fed na 1ª sessão da semana. Hoje, entre 9:00 e 11:00, mais três integrantes do BC americano falam: Barkin, Evans e Quarles. Dados de moradias e confiança do consumidor nos EUA também são monitorados. No Brasil, as apostas na alta de juros podem refletir o IPCA-15, que deve superar os 7% no comparativo anual, e discurso de Campos Neto em evento do BTG, que também terá fala de Guedes. Mercado de juros ainda reage ao leilão de NTN-B, que pressionou as taxas com oferta pesada na última semana. Agenda local traz confiança do consumidor e discussões sobre as reformas administrativa e tributária estão no radar.


Bom dia a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt