Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 24/08/2020

Sexta: A decisão da Câmara de manter o veto ao reajuste de servidores, revertendo revés do governo no Senado, foi muito bem recebida pelo mercado, mas nem por isso tirou o receio fiscal das preocupações dos investidores. Foi justamente isso o que limitou a melhora dos ativos brasileiros na sexta-feira, mesmo com novo leilão de dólar à vista pelo BC -totalizando quase US$ 1,8 bi colocados no mercado em dois dias. A semana terminou com dados do Caged bem acima do esperado e fala do ministro Paulo Guedes sobre possibilidade de recuperação da economia em forma de V. O dólar subiu mais de 1% no dia, o Ibovespa encerrou o pregão próximo à estabilidade, assim com os juros futuros longos. LÁ FORA, as bolsas americanas subiram com ações de tecnologia depois que dados sobre vendas de casas e atividades dos negócios impulsionaram o otimismo de que a recuperação da economia estaria no caminho certo. O S&P 500 registrou a quarta semana seguida de alta.


Hoje: Bolsas globais sobem e commodities têm 1ª alta em quatro dias com sinais de distensão na disputa EUA-China e após Trump dizer que pode ampliar acesso a tratamento com plasma contra o coronavírus. Petróleo se valoriza enquanto tempestades ameaçam chegar à costa dos EUA como furacões. Dollar index recua e pode favorecer o real após dólar fechar pressionado na sexta mesmo com atuação do BC. No Brasil, governo prepara anúncio de plano econômico turbinado com a conjunção de programa social e medidas de controle de gastos que podem amenizar receios com o fiscal. Expectativas com as medidas, porém, são ofuscadas por retomada do tom mais polêmico do presidente em resposta a repórter, ameaçando romper com a maior moderação que vinha agradando os investidores recentemente. Semana de agenda forte, com Powell em convenção virtual de Jackson Hole e IPCA-15, começa com Campos Neto em live do Estado, Focus, confiança do consumidor e IPC-S.


Bom dia e boa semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt