Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 23/01/2020

O alívio dos mercados diante da percepção de que a China está agindo para conter a disseminação do coronavírus beneficiou ativos brasileiros, emergentes e também as bolsas americanas ontem. O dólar caiu abaixo de R$ 4,18, depois de ter superado R$ 4,21 na véspera e a bolsa subiu. Os juros futuros estenderam a queda, com investidores vendo maior conforto para reforçar apostas de corte da Selic no início de fevereiro. No EXTERIOR, as bolsas americanas subiram com ações de tecnologia à frente, depois que a França concordou em adiar a cobrança de imposto sobre empresas digitais multinacionais. A China suspendeu voos externos e serviços ferroviários na cidade de origem dos casos de doença provocadas pelo coronavírus.


Hoje é dia de agenda forte no Brasil traz arrecadação, com estimativa de alta, confiança industrial, IPC-S, leilão do Tesouro e preço de oferta da Minerva. No exterior, BCE deve manter juro estável e mercado monitora fala da presidente Christine Lagarde em busca de eventuais mudanças de estratégia, mas foco segue na China. Bolsas europeias e S&P oscilam sem tendência clara após bolsa de Xangai despencar com receio de propagação do coronavírus no feriado de uma semana que começa amanhã. Dólar se valoriza após cair ontem contra o real. Na cena corporativa, o Bradesco precifica emissão de US$ 1,6 bi e Eletrobras comunica captação externa. Produção brasileira de petróleo bate recorde e Maia acha possível autonomia do BC ainda este trimestre.


Bom dia boa a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt