Buscar
  • Pedro Hernandez

Morning Call - 22/12/2020

Ontem: Depois de acompanharem o estresse da derrocada na Europa mais cedo, por conta das notícias de nova variante do coronavírus e de mais restrições em diversos países, os ativos no exterior e também no Brasil amenizaram um pouco as perdas, sem retirarem o assunto do radar. O dólar chegou a subir quase 3% e o Ibovespa a cair na mesma proporção nos piores momentos da manhã, mas a alta da moeda americana recuou para 0,83% ao final da tarde, enquanto a bolsa perdeu cerca de 1,86%. Nos juros futuros, o movimento foi da alta à estabilidade. Às vésperas do Natal, as notícias sobre o vírus ofuscaram duas outras positivas no âmbito internacional: o desenho de um pacote fiscal nos EUA de US$ 900 bi, combinado a uma medida para financiar operações do governo até o final do ano, e mais progressos em vacinas. No front local, acabou ficando em segundo plano a nova estratégia do Tesouro para rolagem da dívida no primeiro trimestre de 2021, embora tenha sido bem-recebida pelo mercado. Na política, Rodrigo Maia diz que definirá até quarta-feira o nome que apoiará para sucedê-lo.


Hoje: Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, volta a contrariar a equipe econômica ao pautar para hoje votação de PEC que eleva transferências para municípios. Custo é de R$ 4 bilhões ao ano e emenda mina a credibilidade fiscal, afirma secretário do Tesouro. Governo não consegue barrar a votação, segundo líder. Na sexta-feira, Maia também assustou mercado ao pautar MP do 13º do Bolsa Família, mas acabou retirando a medida. No exterior, bolsas europeias recuperam parte das fortes perdas da sessão anterior, mas cautela persiste com juros dos títulos soberanos e commodities em queda. Receio de que nova cepa do coronavírus leve a novos bloqueios e prejudique a retomada econômica contrabalança aprovação de estímulos nos EUA e tentativa de acordo no Brexit. Agenda traz PIB e dado da Conference Board nos EUA. No Brasil, juros podem reagir ao IPCA-15, que deve mostrar aceleração nos comparativos mensal e anual.


Bom dia a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Ontem: A fala de Bruno Serra vista como dovish (flexível) pelo mercado derrubou os juros futuros e ajudou a reduzir a precificação de alta da Selic para as próximas reuniões. O diretor de Política Mon

Sexta: Jerome Powell deu alívio aos mercados ao final de uma semana marcada por forte volatilidade. O presidente do Fed afastou um aperto de juros mais agressivo nas próximas reuniões, apesar de númer

Ontem: A volatilidade dominou a sessão desta quinta-feira. O dólar chega ao final da tarde com leves oscilações enquanto o índice da moeda no exterior subiu com a busca por ativos seguros. Os juros fu