Buscar
  • Pedro Hernandez

Morning Call - 22/09/2021

Ontem: Proposta de saída do imbróglio dos precatórios sem quebra do teto de gastos, lapidada em reunião entre Pacheco, Lira e Guedes, impulsionou sensível melhora aos ativos brasileiros, em dia de relativo alívio externo com riscos da China. A ideia é que maior número de precatórios seja pago dentro do teto, com saldo remanescente negociado entre as partes envolvidas. Os casos não solucionados poderiam ser transferidos para 2023, disse Pacheco. Guedes disse que espaço fiscal para programa social está na PEC dos precatórios. Ibovespa teve o primeiro avanço em seis dias e dólar caiu quase 1%, depois de três altas seguidas. Real teve o melhor desempenho entre divisas emergentes. Juros futuros longos, que já caíam mais cedo na visão de que problemas da China poderiam afetar crescimento global e preços das commodities, aliviando pressões inflacionárias, fecharam sessão regular com baixas de mais de 20 pontos. Curtos mantiveram estabilidade, no aguardo de decisão do Copom, que deve sancionar apostas de alta de 1pp na Selic. As bolsas de NY fecharam de lado depois da maior queda em 4 meses.


Hoje: Mercado chinês retorna de feriado com injeção de liquidez do PBOC para evitar maior nervosismo com a dívida da Evergrande. Embora persistam incertezas com a empresa, o fato de a China ter evitado um selloff ajuda a manter as bolsas e commodities em alta, com minério de ferro voltando a superar US$ 100. Prolongamento do alívio externo, porém, depende também do Fomc, às 15:00, seguido por fala de Powell, dado que qualquer sinal de abreviação da retirada dos estímulos ou alta de juros poderá pressionar os ativos de risco. Após o fechamento, será a vez do Copom no Brasil. Apostas em alta de 1pp na B3 se aproximaram da unanimidade após fala de Campos Neto sobre manter plano na semana passada. Analistas esperam um tom duro contra a inflação no comunicado. No corporativo, ação da Totvs em oferta sai a R$ 36,75.


Bom dia

Posts recentes

Ver tudo

Ontem: A fala de Bruno Serra vista como dovish (flexível) pelo mercado derrubou os juros futuros e ajudou a reduzir a precificação de alta da Selic para as próximas reuniões. O diretor de Política Mon

Sexta: Jerome Powell deu alívio aos mercados ao final de uma semana marcada por forte volatilidade. O presidente do Fed afastou um aperto de juros mais agressivo nas próximas reuniões, apesar de númer

Ontem: A volatilidade dominou a sessão desta quinta-feira. O dólar chega ao final da tarde com leves oscilações enquanto o índice da moeda no exterior subiu com a busca por ativos seguros. Os juros fu