Buscar
  • Pedro Hernandez

Morning Call - 22/03/2021

Sexta: Dólar e juros tiveram mais um dia de ajustes ao Copom, mas enquanto a moeda caiu pelo terceiro dia, os juros futuros incorporaram prêmio de risco e a curva passou a precificar 1pp de alta da Selic em maio, acima do 0,75 pp sinalizado pelo BC. A adição de prêmio é justificada pelo fato de que variáveis consideradas pelo BC na política monetária, como inflação e fiscal, além do cenário político, seguem permeadas por incertezas. Na bolsa, prevaleceu o otimismo com a assinatura de contratos pelo governo federal com a Pfizer e a Janssen para adquirir 138 mi de doses de vacinas contra a Covid-19, o que beneficiou varejistas e shoppings. Petrobras ajudou a puxar índice com a alta do petróleo, enquanto Vale ficou na ponta oposta com queda do minério. Já o Banco do Brasil, que chegou a cair mais cedo com a saída de André Brandão da presidência, subiu perto de 1%. Dólar teve a segunda semana seguida de baixa, enquanto a bolsa teve alta semanal de quase 2%. Lá fora, as bolsas americanas encerraram a sessão em direções mistas - S&P 500 estável e Nasdaq em alta -, após yield ceder das máximas do dia. Investidores continuaram a pesar o risco de inflação com crescimento acelerado.


Hoje: Semana forte em catalisadores para os juros no Brasil e nos EUA começa com tom negativo no câmbio. Lira turca despenca em torno de 8% após presidente do BC do país, que apertou a política monetária semana passada, ser substituído. Peso mexicano cai mais de 1%. Bolsas têm desempenho misto e juros dos treasuries cedem com sinal dovish de Powell, que fala em vários dias da semana, incluindo esta segunda-feira. Pressão recentes dos yields mostrar que mercado está cético com promessa de juros baixos. Política monetária também estará em foco no Brasil, com ata do Copom, RTI e fala de Campos Neto, depois do comunicado hawkish da semana passada disparar apostas em altas da Selic e trazer alívio ao câmbio. Nesta segunda, agenda destaca Focus e arrecadação de fevereiro com entrevista de Guedes, que previu dado recorde. Melhora econômica segue desafiada pelo avanço da Covid, enquanto governo tenta comprar vacina dos EUA e Brasil recebe 1 mi de doses da AstraZeneca, segundo jornais. BC anuncia leilão de linha para quinta-feira e resultado da Eletrobras supera estimativa.


Bom dia e boa semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Ontem: A fala de Bruno Serra vista como dovish (flexível) pelo mercado derrubou os juros futuros e ajudou a reduzir a precificação de alta da Selic para as próximas reuniões. O diretor de Política Mon

Sexta: Jerome Powell deu alívio aos mercados ao final de uma semana marcada por forte volatilidade. O presidente do Fed afastou um aperto de juros mais agressivo nas próximas reuniões, apesar de númer

Ontem: A volatilidade dominou a sessão desta quinta-feira. O dólar chega ao final da tarde com leves oscilações enquanto o índice da moeda no exterior subiu com a busca por ativos seguros. Os juros fu