Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 20/11/2019

O dólar caiu ontem pela primeira vez em cinco dias, sem abandonar muito a órbita de R$ 4,20, em sessão marcada pela instabilidade desde que, pela manhã, o BC cancelou leilão de spot com swap reverso por causa do feriado de hoje. A moeda americana teve reação de queda logo após o cancelamento, pela expectativa de algum anúncio da autoridade monetária, voltou a subir diante da falta de atuação do BC e retomou queda à tarde, na correção de exageros que levaram a cotação para perto de R$ 4,22 na máxima. Em depoimento na CAE do Senado, Roberto Campos Neto disse que, se a desvalorização contínua do câmbio começar a afetar a inflação, o BC terá de atuar de forma diferente, o que foi entendido por muitos analistas como uma mudança na política monetária. O Ibovespa operou em queda pelo 2º dia seguido, sem um condutor interno e com volume de negociação reduzido na véspera do feriado. Os juros futuros tiveram pouca alteração e baixa liquidez. No EXTERIOR, as bolsas americanas tiveram um desempenho misto com ganhos das ações de tecnologia e queda de varejistas. Investidores pesaram ainda as conversas entre EUA e China sobre quais tarifas devem ser revertidas com base no acordo que falhou em maio. As discussões entre representantes dos governos americano e chinês incluem tarifas iniciais de cerca de US$ 250 bilhões em produtos chineses que o presidente Donald Trump impôs no ano passado.


Hoje, o mercado brasileiro estará fechado devido ao feriado em SP. Os futuros americanos amanheceram em queda assim como as bolsas europeias. As principais moedas da cesta também perdem do dólar.


Bom dia a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt