Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 20/01/2020

Após passar a manhã em queda na sexta-feira, o dólar chegou a flertar com a alta no meio da tarde, até a máxima de R$ 4,1929, para então reverter o movimento e encerrar a sessão perto da mínima aos R$ 4,16. Dessa forma, o câmbio devolveu uma parte do ganho acumulado na semana. A breve valorização mais cedo havia seguido o fortalecimento da moeda americana no exterior após dados do mercado imobiliário acima do esperado nos EUA. Os juros futuros fecharam em baixa. Já o Ibovespa retornou para o patamar dos 118.000 pontos e registrou a quarta alta na semana após dados positivos da economia chinesa. No EXTERIOR, as bolsas americanas oscilaram perto de patamares recordes.


A semana começa com feriado nos EUA, dia de Martin Luther King, e com o mercado externo em cautela, com baixa discreta das bolsas e moedas emergentes levemente enfraquecidas. Antes de ir a Davos, Paulo Guedes diz que dólar alto e juro baixo são o novo normal do Brasil, repetindo tom adotado pelo ministro em novembro de 2019, que pressionou fortemente o câmbio. Na época, o dólar atingiu recorde intraday em R$ 4,27, levando o BC a intervir com leilão à vista.

Bom dia boa semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt