Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 18/03/2021

Ontem: Discurso considerado dovish do presidente do Fed, Jerome Powell, tirou força da aposta mais agressiva de alta da Selic, de +0,75pp, para a decisão que o Copom anunciará logo mais, o que solidificava ainda mais a de +0,50pp. Powell disse que o aumento “transitório” dos preços, como provavelmente será visto neste ano, não deve atingir a meta do Fed e não garante aumento de juro. O BC dos EUA continuou a projetar taxas de juros próximas de zero pelo menos até 2023 e indicou que avisará com muita antecedência sobre redução de compras de títulos. O dólar reverteu avanço, aqui e no exterior, e o Ibovespa ganhou um impulso de mais de 2%, enquanto as bolsas de NY mostraram altas mais modestas. No fechamento, o foco era o Copom, que poderi determinar a primeira elevação da Selic em quase seis anos.


Hoje: E o Copom acabou surpreendendo o mercado com a maior alta da Selic em mais de uma década, para 2,75%, e ainda antecipou nova alta de 0,75 pp, na 1ª decisão após a sanção da autonomia do BC. Comitê saiu da posição “atrás” para “à frente” da curva ao iniciar ciclo com ajuste acima do precificado. Intuito é evitar que a inflação supere o teto este ano e tentar ancorar as expectativas para 2022, dizem analistas. Mercado deve reagir com baixa do dólar e suavização da inclinação da curva do DI, embora a extensão do movimento dependa também do exterior e riscos político e fiscal. ETF brasileiro Lyxor sobe, sugerindo que juros maiores não pesarão na bolsa, e alívio na curva de juros pode favorecer leilão do Tesouro. Ameaça aos ativos, porém, vem da retomada da pressão das taxas externas, com o yield do treasury de 10 anos superando 1,7% com receio inflacionário diante do Fed dovish. Renovação do recorde da pandemia gera desconforto, enquanto governo tem vitória na Câmara com manutenção de veto ao marco do saneamento. Agenda destaca prévia do IGP-M aqui. No exterior, novas falas de Powell e Lagarde, além de decisão do BOE e dado de seguro-desemprego nos EUA estão no radar.


Bom dia a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt