Buscar
  • Pedro Hernandez

Morning Call - 17/08/2020

Sexta: O dólar e os juros futuros tiveram uma sexta-feira de ajustes à percepção de maior risco à frente, depois que o presidente Jair Bolsonaro fez comentários sobre teto de gastos na noite anterior e durante a manhã. Ainda que o presidente tenha reafirmado seu apoio ao teto, o que chegou a acalmar o mercado mais cedo, as pressões dentro do governo no sentido oposto trazem cautela. E o mercado já estava ressabiado desde que dois importantes secretários do Ministério da Economia deixaram seus cargos durante a semana, o que o próprio ministro Paulo Guedes chamou de “debandada“. O dólar subiu e apagou a queda na semana, enquanto os juros futuros apagaram ou reduziram a baixa vista mais cedo. Já o Ibovespa subiu 0,9%, depois de três pregões seguidos no negativo, reduzindo a queda semanal para 1,4%, amparado por balanços positivos de empresas como Natura, Suzano e JBS. O diretor de Política Monetária do BC, Bruno Serra, disse que o teto de gastos é decisivo para os juros baixos e que a volatilidade do câmbio deve se suavizar ao longo do tempo. LÁ FORA, as bolsas em NY ficaram de lado, após a recuperação nas vendas no varejo americano e na produção industrial desacelerarem em julho, enquanto índices europeus cederam com regras de quarentena no Reino Unido.


Hoje: Veículos de imprensa seguem relatando a continuidade da queda de braços entre Guedes e outros ministros em torno da âncora fiscal. Presidente, que surfa em alta da popularidade, volta ao Nordeste. BC segue em foco nesta segunda com reunião trimestral com mercado e Focus. Agenda doméstica ainda traz IPC-S e vencimento de opções. Balanço do Magazine Luiza sai após fechamento e onda de IPOs tem novos candidatos. No exterior, EUA divulgam indice de atividade do setor manufatureiro de agosto. Impasses prosseguem tanto nas negociações sobre estímulos americanos quando na busca de acordo entre governo Trump e China. Medida de liquidez impulsiona bolsa em Xangai, mas bolsas europeias e moedas emergentes têm desempenho misto.


Bom dia e boa semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Ontem: A fala de Bruno Serra vista como dovish (flexível) pelo mercado derrubou os juros futuros e ajudou a reduzir a precificação de alta da Selic para as próximas reuniões. O diretor de Política Mon

Sexta: Jerome Powell deu alívio aos mercados ao final de uma semana marcada por forte volatilidade. O presidente do Fed afastou um aperto de juros mais agressivo nas próximas reuniões, apesar de númer

Ontem: A volatilidade dominou a sessão desta quinta-feira. O dólar chega ao final da tarde com leves oscilações enquanto o índice da moeda no exterior subiu com a busca por ativos seguros. Os juros fu