Buscar
  • Pedro Hernandez

Morning Call - 17/07/2020

Ontem: Em mais um dia de volatilidade do câmbio, cujas causas nem o BC está conseguindo explicar, o dólar caiu frente ao real, enquanto subia em relação às principais moedas globais e emergentes. Assim, a moeda brasileira teve performance destacada nesta quinta-feira, na contramão do mundo. O presidente do BC, Roberto Campos Neto, disse que volatilidade no câmbio tem aumentado e que está investigando as causas. Entre as diversas teorias, nenhuma foi suficiente até agora para explicar o movimento, que preocupa o BC, mas tende a se normalizar, disse ele. Já o Ibovespa interrompeu sequência de duas altas e acompanhou as quedas de NY, onde os investidores saíram dos papéis com melhores desempenhos do ano. O patamar dos 100.000 segue resguardado por aqui. LÁ FORA, as bolsas americanas caíram, com ações de tecnologia à frente. Dados econômicos da China e dos Estados Unidos incentivaram movimento.


Hoje: O S&P futuro tem leve alta após fortes quedas das bolsas globais ontem com dados mistos na China e EUA. Índice dólar tem leve baixa. Na Europa, ações estão mistas enquanto investidor monitora negociações do pacote de estímulos na União Europeia. No Brasil, Guedes promete enviar reforma tributária na terça-feira. Segundo o Estado, envio é um gesto político ao Congresso, que vinha cobrando a proposta do governo. Ministro, que teria se acertado com Maia e Alcolumbre, não confirmou se haverá imposto sobre transações. Guedes ainda voltou a mencionar hipótese de venda de reserva no câmbio, enquanto BC investiga causas da volatilidade do real. Agenda de dados destaca prévia do IGP-M e IPC-Fipe desacelera. Nos EUA, saem dado de moradias e Sentimento de Michigan. Na cena corporativa, JHSF inicia negociação após oferta, análise para IPO da Caixa Seguridade é retomada e CEO da Petrobras vê demanda chinesa forte por petróleo.


Bom dia e bom final de semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Ontem: A fala de Bruno Serra vista como dovish (flexível) pelo mercado derrubou os juros futuros e ajudou a reduzir a precificação de alta da Selic para as próximas reuniões. O diretor de Política Mon

Sexta: Jerome Powell deu alívio aos mercados ao final de uma semana marcada por forte volatilidade. O presidente do Fed afastou um aperto de juros mais agressivo nas próximas reuniões, apesar de númer

Ontem: A volatilidade dominou a sessão desta quinta-feira. O dólar chega ao final da tarde com leves oscilações enquanto o índice da moeda no exterior subiu com a busca por ativos seguros. Os juros fu