Buscar
  • Pedro Hernandez

Morning Call - 16/12/2021

Ontem: O dólar apagou o avanço visto na maior parte do dia, enquanto o Ibovespa subiu, junto com as bolsas americanas, em meio à visão de que o Fed vai combater a inflação sem sufocar o crescimento econômico. Na última reunião deste ano, o Fed anunciou que dobrará o ritmo de redução de compras de títulos do Tesouro e títulos lastreados em hipotecas para US$ 30 bilhões por mês e deve concluir o programa no início 2022, em vez de meados do ano. As projeções publicadas junto com o comunicado mostraram que as autoridades esperam três aumentos na taxa básica de juros no ano que vem, mais três em 2023 e outros dois em 2024, elevando a taxa para 2,1% no final daquele ano. Jerome Powell, no entanto, disse que projeções não são um plano. Também disse que está confortável com o fato de que a economia pode lidar com a variante ômicron. Acrescentou não considerar que Fed esteja atrás da curva e que tomará as medidas necessárias “de maneira cuidadosa”. Juros futuros encerraram sessão regular antes da fala de Powell, mas reduziam alta no after market. Por aqui, Câmara concluiu votação PEC precatórios, que vai à promulgação. Pela manhã, BC realizou leilão de dólar à vista, colocando US$ 950 milhões e somando mais de US$ 2,5 bi em três intervenções desse tipo desde sexta-feira.


Hoje: Mercados globais estendem o viés positivo que já imperou ontem mesmo após o Fed dizer que dobrará o ritmo do tapering e sinalizar três altas de juros em 2022. Bolsas e commodities sobem e dólar recua com aposta de que o aperto do BC americano produzirá um pouso suave, controlando a inflação sem forte impacto na atividade. Euro e libra se valorizam antes de decisões do BCE e BoE. No Brasil, juros podem reagir ao relatório de inflação e fala de Campos Neto, que podem corrigir ou confirmar o tom hawkish da ata e comunicado do Copom. Agenda também traz IPC-S e reunião do CMN aqui e PMIs nos EUA. PEC dos precatórios tem votação finalizada e vai à promulgação, assim como a BR do Mar. Política destaca movimentos de Lula e Alckmin para 2022.


Bom dia

Posts recentes

Ver tudo

Ontem: O Banco Central reforçou mensagem da ata do Copom de que busca a convergência da inflação para ao “redor da meta” em 2023, com a Selic mais alta por período mais longo. Segundo o presidente Rob

Ontem: Dólar se firma em alta no fim da tarde e encerra o dia perto dos R$ 5,20, pressionado pelos ruídos fiscais com as propostas do governo para aliviar os preços dos combustíveis e o cenário extern

Ontem: Ata do Copom com tom mais duro que o esperado abriu espaço para aperto para além de agosto e fortaleceu o real ao favorecer o carry. Exterior positivo também contribuiu para a moeda ficar entre