Buscar
  • Pedro Hernandez

Morning Call - 16/10/2020

Ontem: Embora a pressão negativa externa tenha diminuído à tarde, isso não foi suficiente para assegurar ganhos aos ativos brasileiros. A bolsa reduziu perdas junto com NY, até fechar em baixa de 0,3%. JBS ampliou a alta da véspera após acordos nos EUA abrirem caminho para listagem da empresa no país. O dólar passou a maior parte do dia em alta, ampliada à tarde após declarações dadas mais cedo pelo vice-presidente, Hamilton Mourão, que o governo pode deixar o novo programa social Renda Cidadã, fora do teto de gastos, segundo Estado. Os juros futuros encerraram sessão regular em alta com o risco fiscal seguindo a assombrar o mercado. LÁ FORA, as bolsas americanas reduziram a queda vista mais cedo enquanto investidores esperavam notícias sobre as negociações para um novo pacote de estímulos nos EUA, em meio ao ressurgimento de casos de Covid-19 em todo o mundo. S&P 500 encerrou sessão perto da estabilidade com a recuperação de papéis de bancos.


Hoje: Ativos de risco no exterior tentam interromper as perdas, com bolsas europeias impulsionadas por notícias corporativas. S&P futuro tem leve alta atento às perspectivas de estímulo nos EUA em dia de vencimentos em NY, o que gera risco de volatilidade. Moedas têm desempenho misto, com rand em alta e peso mexicano em baixa. Risco fiscal que ainda pesa sobre os leilões do Tesouro, apesar da elogiada atuação coordenada com o BC, segue no radar. Maia volta a defender o teto de gastos, em contraponto à fala do vice Mourão sobre Renda Cidadã possivelmente fora do limite e que gerou um estresse adicional nos ativos ontem. Por outro lado, presidente da Câmara admite ser difícil aprovar venda da Eletrobras antes da eleição. Ainda na cena corporativa, CSN tem receita e Ebitda ajustado acima do previsto, produção da Vale freia rali do minério e Triple Play é mais uma a cancelar IPO. Agenda econômica traz IPC-S e IGP-10, com estimativa de números salgados, e, nos EUA, saem dados de varejo, indústria e sentimento da Universidade de Michigan.


Bom dia e bom sinal de semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Ontem: A fala de Bruno Serra vista como dovish (flexível) pelo mercado derrubou os juros futuros e ajudou a reduzir a precificação de alta da Selic para as próximas reuniões. O diretor de Política Mon

Sexta: Jerome Powell deu alívio aos mercados ao final de uma semana marcada por forte volatilidade. O presidente do Fed afastou um aperto de juros mais agressivo nas próximas reuniões, apesar de númer

Ontem: A volatilidade dominou a sessão desta quinta-feira. O dólar chega ao final da tarde com leves oscilações enquanto o índice da moeda no exterior subiu com a busca por ativos seguros. Os juros fu