Buscar
  • Pedro Hernandez

Morning Call - 15/07/2020

Ontem: Um impulso dos mercados externos na direção de ganhos acabou por consolidar alta das bolsas americanas e enfraquecimento do dólar à tarde, depois de muita volatilidade durante a maior parte sessão, e isso gerou reflexos diretos nos ativos locais. O Ibovespa retomou os 100.000 pontos e subiu quase 2%, com ações ligadas a commodities na liderança, enquanto em NY os setores de energia, materiais e industrial guiaram o rali. Papéis da Vale subiram 7% com expectativa de retomada do pagamento de dividendos, além da alta do minério. O dólar caiu 0,7%. Os juros futuros acompanharam o movimento dos mercados. A maioria dos contratos curtos e médios passou a cair, enquanto outros vértices mais longos mostraram redução expressiva das altas ao final da sessão regular.


Hoje: Bolsas globais sobem pelo 2º dia e dólar se enfraquece com progresso no desenvolvimento de vacina pela Moderna prevalecendo sobre receios com novos surtos do coronavírus e a tensão entre EUA e China. Petróleo sobe com sinais de redução de estoques e de que Opep+ pode elevar oferta menos do que se previa. Agenda externa com potencial de afetar os negócios inclui dados da indústria, Livro Bege e balanço do Goldman Sachs nos EUA e, à noite, o PIB da China. No Brasil, Bolsonaro sanciona o marco do saneamento e reforma tributária deve ser analisada por comissão da Câmara. Pauta econômica ainda pode andar no Senado com MPs do setor aéreo e regras trabalhistas. No noticiário corporativo, oferta da Lojas Americanas levanta R$ 7,87 bi, BR Distribuidora vê gradual retomada em combustíveis. Covid retoma números altos após queda típica nos fins de semana. Agenda local ainda traz IGP-10, projeção do PIB do governo e vencimento de opções sobre Ibovespa.


Bom dia a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Ontem: A fala de Bruno Serra vista como dovish (flexível) pelo mercado derrubou os juros futuros e ajudou a reduzir a precificação de alta da Selic para as próximas reuniões. O diretor de Política Mon

Sexta: Jerome Powell deu alívio aos mercados ao final de uma semana marcada por forte volatilidade. O presidente do Fed afastou um aperto de juros mais agressivo nas próximas reuniões, apesar de númer

Ontem: A volatilidade dominou a sessão desta quinta-feira. O dólar chega ao final da tarde com leves oscilações enquanto o índice da moeda no exterior subiu com a busca por ativos seguros. Os juros fu