Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 15/06/2020

Sexta: As preocupações com a economia que derrubaram os ativos no exterior durante o feriado alcançaram os mercados domésticos na sexta-feira. O dólar subiu pela terceira sessão seguida, acima dos R$ 5. Já o Ibovespa caiu mais de 2%, com os setores fortemente afetados pela pandemia, como as aéreas, entre as maiores quedas. Os juros futuros caíram nos vencimentos mais curtos sem pressão da inflação antes da reunião do Copom na próxima quarta-feira. Mesmo com o avanço da epidemia, o comércio segue em retomada das operações pelo país. Enquanto na política, a aproximação de Jair Bolsonaro com o centrão contribui para ampliar apoio ao presidente no Congresso. LÁ FORA, as bolsas subiram em NY com papéis dos setores imobiliário, financeiro e de energia à frente. O rali de mais de 40% depois da queda em março cedeu nesta semana ao pessimismo sobre o ritmo da recuperação da economia após meses de lockdown.


Hoje: Bolsas e commodities caem e dólar se fortalece no exterior após casos de coronavírus nos EUA, China e Japão ampliarem os receios de uma 2ª fase da pandemia, que já haviam derrubado os mercados na última quinta-feira. Investidores também temem uma retomada econômica mais lenta, em “U”, em vez da recuperação em “V” que animou nas semanas anteriores. Saída de Mansueto do Tesouro não ajuda e melhorar sentimento em meio à deterioração fiscal e diante dos sinais de retorno dos atritos entre poderes. Semana coloca juro em evidência aqui, com Copom, e no exterior, com Powell e BOJ. Agenda tem Focus, vencimento de opções, precificação da oferta da Via Varejo e, após fechamento, o balanço da Oi. Nos EUA, sai índice Empire State.


Bom dia e boa semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt