Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 15/03/2021

Sexta: Nova alta forte nos rendimentos dos Treasuries voltou a impactar ativos pelo mundo afora e o Brasil não foi exceção: o dólar subiu, depois de três quedas seguidas, os juros futuros avançaram e o Ibovespa teve a primeira queda em quatro dias. O BC, desde cedo, entrou com leilão de swap anunciado na véspera, o que ajudou a limitar o avanço do dólar. A moeda teve a primeira queda semanal em cinco semanas graças às atuações surpreendentes da autoridade ao longo do período, com a venda de um total de US$ 3,155 bi entre leilões de swap e de moeda à vista. Os rendimentos dos Treasuries, que atingiram o maior nível em mais de um ano, refletiram a perspectiva dos investidores de aceleração inflacionária à medida que a vacinação avança nos EUA, em meio a uma nova onda de estímulos, com aprovação do pacote de US$ 1,9 trilhão de alívio aos efeitos da pandemia. Nos EUA, o S&P terminou o dia estavem enquanto o Nasdaq caiu.


Hoje: Banco Central repete leilão de swap cambial que tem ajudado o real a ter desempenho superior aos pares nas últimas sessões e inicia rolagem dos contratos de maio. Nos juros, mercado entra na reta final das apostas para decisão do Copom de quarta, após alta dos yields externos na sexta ajudar na retomada da precificação levemente majoritária de alta de 0,75 pp. Entre os economistas, estimativa de +0,50 pp prevalece. Juros no exterior, com reuniões do Fed, BOE e BOJ, também podem afetar negócios. Agenda traz IBC-Br e Focus aqui e Empire Manufacturing nos EUA, que dificilmente vão alterar as decisões dos BCs. Mercado global tem desempenho relativamente benigno nesta manhã, com ganhos leves das bolsas e moedas pares do real. Petróleo avança com dados fortes na China, mas outras commodities estão mistas. Dia ainda reserva vencimento de opções e balanços como o da Eletrobras após fechamento. Em Brasília, PEC emergencial será promulgada e Bolsonaro discute trocar ministro da Saúde quando Brasil passa Índia em casos da Covid.


Bom dia e boa semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt