Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 15/01/2021

Ontem: O presidente do Fed, Jerome Powell, afastou a possibilidade de retirada dos estímulos monetários nos EUA e ampliou o alívio do dólar e a alta do Ibovespa durante a tarde. A moeda americana chegou a bater mínima abaixo de R$ 5,20, com queda de mais de 2%, após Powell dizer que “agora não é o momento” para discutir uma saída da política ultra acomodatícia. Mais cedo, o dólar já registrava alívio com a informação de que o presidente do BC, Roberto Campos Neto, havia revertido a situação do presidente do BB, André Brandão, segundo o Valor. Bolsonaro pediu a Paulo Guedes a demissão do executivo, de acordo com o G1, citando a secretaria de imprensa do governo. As ações do BB oscilaram ao longo do dia conforme essas notícias, entre queda de 1,9% e alta de 1,6% -- e chegam ao final do pregão em baixa de 0,5%. O Ibovespa avançou mais de 1%, sustentado também pela expectativa sobre o pacote de estímulos de Joe Biden e à espera de início de vacinação no Brasil. Juros futuros fecharam em queda após colocação integral de prefixados mais curtos em leilão do Tesouro.


Hoje: Plano de alívio de Biden para defender economia dos EUA da pandemia fica em US$ 1,9 trilhão, perto das estimativas. Os ativos de risco, porém, corrigem parte dos ganhos de ontem com receio de dificuldades para aprovação no Congresso e de alta de impostos. Bolsas, yields dos treasuries, petróleo e moedas emergentes recuam, enquanto otimismo com China segue sustentando o minério de ferro. Dólar índice devolve queda causada ontem por fala dovish de Powell. Dados de vendas no varejo são destaques nas agendas americana e local. Noticiário segue destacando números altos da Covid, com crise no sistema de saúde em Manaus, e idas e vindas das vacinas. Bolsonaro fala em elevar isenção do IR, além de zerar a tarifa de pneus para agradar caminhoneiros. Maia pede união de forças para salvar vidas e retomada do Congresso na próxima semana.


Bom dia e bom final de semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt