Buscar
  • Pedro Hernandez

Morning Call - 14/12/2020

Sexta: As últimas sinalizações do BC e o bem-sucedido leilão do Tesouro seguiram ecoando na sexta-feira no mercado de juros, onde as taxas caíram, sem que o adiamento da PEC Emergencial para 2021 tivesse minado o movimento. O fato de a autoridade monetária ter sinalizado que o forward guidance de juros estáveis pode não durar muito e ainda continuar com os mesmos volumes de oferta de swaps cambiais também foi bem-visto no mercado de câmbio, onde o dólar teve a quarta semana seguida de queda. Mas na sexta, especificamente, o dólar subiu em ajuste, depois de uma queda de quase 3% na véspera, quando por pouco não rompeu os R$ 5,00. Real também está em linha com comportamento de divisas pares. Ibovespa igualmente se ajustou e encerrou o dia estável, após subir quase 2% na quinta-feira, garantindo a sexta semana consecutiva de ganhos. Em NY, S&P 500 e Nasdaq reduziam perdas após parlamentares americanos aprovarem um projeto de lei provisório para evitar uma paralisação do governo federal, mas ainda sem acordo quanto a um pacote de estímulo. No Brasil, o ministro Paulo Guedes disse que o governo pode agir contra a pandemia em 2021 dentro do teto de gastos.


Hoje: Rali dos ativos de risco ensaia retorno após parada da semana passada, com bolsas e commodities em alta e dólar em baixa. Notícia de que um grupo de parlamentares pode lançar pacote de estímulos e iminência das primeiras vacinações nos EUA animam o mercado, contrabalançando receios com avanço do vírus e perspectiva de adoção de medidas de restrições na Alemanha. Reuniões do Fomc e outros BCs, com políticas estimulativas no radar, devem marcar a semana. No Brasil, juros também são foco nos próximos dias com ata após Copom hawkish. Nesta segunda, IBC-Br pode mostrar 6ª alta mensal seguida e Focus atualiza projeções de inflação e PIB. Bolsonaro mantém aprovação estável no Datafolha, enquanto vacinas seguem gerando atritos. No Congresso, após frustração com adiamento da PEC emergencial, votação da LDO deve marcar a semana. Oi leiloa ativos com preço mínimo de R$ 15,7 bi.


Bom dia e boa semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Sexta: Apetite ao risco no exterior, enquanto operadores ponderaram chance de Fed desacelerar ritmo do aperto em setembro, e relatos de fluxo doméstico sustentaram a dinâmica positiva dos ativos locai

Ontem: Avanço dos yields e realização de lucros pressionam dólar, que fechou em alta superior a 1%. Moeda renovou a máxima perto de R$ 5,17 e real anotou o pior desempenho entre emergentes. Rendimento

Ontem: Reversão da queda dos yields americanos freou o ímpeto de queda do DI, que chegou a mergulhar pela manhã com o CPI abaixo do esperado nos EUA. Inflação americana aumentou chance de 0,50pp pelo