Buscar
  • Pedro Hernandez

Morning Call - 14/10/2020

Ontem: Os juros futuros reagiram em forte baixa à ação conjunta do BC e do Tesouro anunciada na sexta-feira e que favoreceu a demanda por LFT, sendo vista por gestores como uma providência para aliviar a rolagem da dívida pública. Já o dólar, com tendência de alta por conta do exterior, mostrou pressão adicional que levou o BC a intervir com leilão de moeda à vista, o que tirou as cotações das máximas e surpreendeu parte do mercado. Entre os motivos citados para explicar o movimento estão a possibilidade de que tenha havido migração de fluxo dos juros para a compra de dólar ou uma saída mais forte de recursos. O Ibovespa ganhou impulso de alta e subiu 1% depois de declarações do senador Roberto Rocha, presidente da comissão mista que analisa a reforma tributária, e do deputado Aguinaldo Ribeiro, relator, que soaram como sinais positivos na agenda de reformas. Rocha disse que o relatório da reforma tributária será votado em comissão até dia 10 de dezembro e Ribeiro disse que tributária não será fatiada. Magazine Luiza renovou máxima antes de desdobramento de ações. Bolsas de NY caíram com impasse em relação aos estímulos fiscais e bancos estiveram à frente das perdas.


Hoje: Mercados globais têm manhã pouco volátil, com bolsas de lado à espera de balanços do Goldman, BofA e Wells Fargo. Volta do impasse sobre estímulos nos EUA em meio à ameaça de 2ª fase da Covid-19 ajuda a manter sentimento de cautela. Moedas emergentes recuam e commodities têm desempenhos mistos. Campos Neto e Guedes participam de reunião virtual do G20 e Bruno Serra fala em evento aberto. Tesouro vê superávit primário só entre 2026 e 2027. Agenda ainda traz PPI e fala de Clarida nos EUA e, aqui, dado de serviços e definição de preço em IPO da Triple Play. Petrobras precifica US$ 1 bi em bonds de 2031 a 4,4%.


Bom dia a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Sexta: A deterioração da percepção de risco sobre as contas públicas ditou o rumo dos mercados locais e os juros futuros dispararam mais de 20 pontos nos trechos intermediário e longo da curva. O pres

Ontem: O Banco Central reforçou mensagem da ata do Copom de que busca a convergência da inflação para ao “redor da meta” em 2023, com a Selic mais alta por período mais longo. Segundo o presidente Rob

Ontem: Dólar se firma em alta no fim da tarde e encerra o dia perto dos R$ 5,20, pressionado pelos ruídos fiscais com as propostas do governo para aliviar os preços dos combustíveis e o cenário extern