Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 14/05/2020

Ontem: O dólar apagou a alta perto do fechamento, sob o efeito da realização de dois leilões de swap cambial do BC ao longo do dia, depois de ter renovado o recorde intradiário acima de R$ 5,94. O mercado de câmbio passou o dia pressionado pela deterioração da crise política e econômica interna, na expectativa de novas informações sobre o vídeo da reunião ministerial de Bolsonaro, e pela aversão externa a risco. Os juros futuros acompanharam a alta do dólar durante a sessão, enquanto a bolsa fechou em leve queda. Analistas e participantes do mercado têm tido consenso na avaliação de que a crise política interna, em meio à pandemia do coronavírus, está potencializando o estresse externo, fazendo com que os ativos brasileiros acabem sofrendo mais que os de outros mercados emergentes. O Ministério do Economia piorou previsão para PIB do ano, de estabilidade para contração de 4,7%, e disse que queda pode superar 6% se isolamento social durar até junho. No EXTERIOR, as bolsas americanas caíram após o presidente do Fed, Jerome Powell, alertar sobre riscos econômicos devido a pandemia e as tensões com a China aumentarem. Segundo Powell, as perspectivas para a economia são incertas e os riscos negativos, significativos. A pandemia pode remover quatro anos de crescimento da economia global e levar 130 milhões para pobreza extrema, segundo estudo da ONU. Hoje: Mercado segue monitorando os riscos políticos e fiscais que, somados à volatilidade externa, fizeram o dolar se aproximar dos R$ 6 ontem. O Congresso aprovou o reajuste a policiais do DF e Bolsonaro atrasa veto para não desagradar apoiadores, evidenciando riscos para contas públicas. Tensão política segue no ar com vídeo ainda pendente de decisão do STF e novos depoimentos que reforçariam suspeita de interferência de Bolsonaro na PF, o que ele nega. Exterior tem manhã negativa após 2ª queda seguida do S&P ontem. Secretário do Tesouro tenta acalmar investidores sobre visão pessimista de Powell. Agenda externa destaca seguro-desemprego nos EUA após Goldman elevar alerta sobre piora do mercado de trabalho. No Brasil, bateria de balanços tem Petrobras e JBS em destaque após fechamento. Receita líquida do GPA sobe 5% a/a. Bom dia a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt