Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 14/01/2021

Ontem: O dólar reduziu a queda ao longo da tarde, após cair abaixo de R$ 5,28 mais cedo, e seguiu com o movimento de ajuste em meio à volatilidade. Os juros futuros subiram após correção da véspera e antes do leilão do Tesouro. A expectativa de retirada pelo Banco Central do forward guidance de Selic estável e de aumento de juros, potencializada pela inflação, seguiu no radar. O Ibovespa caiu pela segunda vez na semana com realização que afetou principalmente Vale e Petrobras -- em meio a debate sobre política de reajustes de combustíveis. Banco do Brasil chegou a cair quase 6% com a notícia sobre possível saída do presidente André Brandão, dias após o banco anunciar uma reestruturação para reduzir custos. E o Carrefour Brasil reduziu os ganhos no meio do dia depois que a França se opôs à aquisição da rede pelo grupo canadense Couche-Tard. Em NY, bolsas tiveram leve alta. A Câmara seguiu com o debate para votação de impeachment de Donald Trump, que não deve ser avaliado pelo Senado antes do final do mandato do presidente. Por aqui, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que a vacinação começará neste mês por Manaus. Mais cedo, o primeiro ministro do Reino Unido, Boris Johnson, disse que a nova cepa da doença encontrada no Brasil é motivo de preocupação e que o governo estudava medidas para evitar que chegue ao país.


Hoje: Yields dos títulos americanos sobem e bolsas têm altas modestas com notícia de que o plano de alívio a ser anunciado hoje por Joe Biden será de cerca de US$ 2 tri. S&P futuro tem viés positivo e moedas emergentes avançam. Powell também pode mover mercados após alívio recente com falas pró-estímulos de outros dirigentes do Fed. Agenda externa ainda traz seguro-desemprego nos EUA e ata do BCE. Commodities operam mistas apesar de dados fortes da balança da China. No Brasil, Tesouro oferta prefixados e LFT depois de leilão pressionar juros na semana passada, enquanto Guedes se reúne com Campos Neto. Investidor monitora possível decisão sobre comando do BB, após ação cair ontem com receio de interferência de Bolsonaro no banco. Vale tem nova reunião com MG, que espera fechar acordo sobre Brumadinho, e BTG oferta units. Na França, Carrefour cai com ameaça do governo de barrar negócio com firma canadense. Brasil segue com números altos da Covid e Reino Unido proibirá viagens de brasileiros.


Bom dia a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt