Buscar
  • Pedro Hernandez

Morning Call - 13/12/2021

Sexta: O IPCA abaixo do esperado em novembro direcionou os juros e deu suporte para Ibovespa retomar ganhos nesta sexta-feira. Os juros futuros operaram em baixa desde a abertura e alguns vértices perderam mais de 30 pontos com o dado de inflação, que foi afetado pela Black Friday e veio com descompressão dos núcleos. Alguns analistas chegaram a citar que o indicador pode marcar o pico da aceleração dos preços domésticos. Dado veio dois dias depois de um Copom visto como hawkish. O BC voltou ao foco com leilão de dólar à vista que apenas amenizou a apreciação da moeda. Após o anúncio da operação, dólar saiu da máxima de R$ 5,63, alcançada por fluxo de saída, segundo operadores. BC vendeu US$ 687 milhões. Alívio na inflação favoreceu o Ibovespa, que teve o segundo ganho semanal. Nubank disparou pelo segundo dia e pode dobrar o número de pessoas físicas com ações, segundo presidente da B3, Gilson Finkelsztain. As ações da operadora da bolsa doméstica ficaram entre os destaques positivos do pregão, enquanto Itaú e Bradesco esticaram baixa. Bolsas subiram nos EUA, depois que inflação em linha estimulou apostas de que o Fed não terá que acelerar os planos para apertar a política monetária. A solução para o Orçamento de 2022 com a promulgação de parte da PEC dos Precatórios abriu um espaço de apenas R$ 20 bilhões para o pagamento do Auxílio Brasil no ano que vem.


Hoje: Bolsas europeias e dólar têm altas moderadas enquanto o mercado global aguarda decisões de bancos centrais como o Fed e o BCE a partir de quarta-feira. Minério de ferro e petróleo se valorizam com apostas de que a China vai ampliar os estímulos fiscais, enquanto investidores seguem avaliando os desafios da ômicron. Lira despenca após S&P rebaixar a Turquia. No Brasil, pesquisa Focus mostra se as projeções de inflação tiveram algum ajuste com o IPCA abaixo das estimativas e depois do comunicado do Copom mais hawkish que o previsto na semana passada. Após reduzir as precificações de alta da Selic na sexta, o mercado de juros aguarda a ata do Copom, amanhã, e o RTI, na quinta, enquanto o câmbio tem leilões de swaps para overhedge e rolagem esta segunda e monitora potenciais novas atuações do BC após leilão à vista na sexta. Na política, governo tenta encerrar a saga da PEC dos precatórios esta semana com votações de trechos ainda não promulgados na Câmara.


Bom dia e boa semana

Posts recentes

Ver tudo

Ontem: A fala de Bruno Serra vista como dovish (flexível) pelo mercado derrubou os juros futuros e ajudou a reduzir a precificação de alta da Selic para as próximas reuniões. O diretor de Política Mon

Sexta: Jerome Powell deu alívio aos mercados ao final de uma semana marcada por forte volatilidade. O presidente do Fed afastou um aperto de juros mais agressivo nas próximas reuniões, apesar de númer

Ontem: A volatilidade dominou a sessão desta quinta-feira. O dólar chega ao final da tarde com leves oscilações enquanto o índice da moeda no exterior subiu com a busca por ativos seguros. Os juros fu