Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 13/12/2019

A notícia de que os EUA e a China chegaram a um acordo comercial impulsionou ainda mais os ganhos dos ativos brasileiros ontem no final do pregão. O dólar foi à mínima na casa de R$ 4,08 e o Ibovespa bateu novo recorde, acima dos 112.000 pontos. Os juros curtos tinham acabado de fechar em queda, já refletindo a expectativa de uma solução para as negociações entre os dois países, além da decisão do Copom, que manteve em aberto a possibilidade de novo corte de juros em fevereiro, a depender dos dados econômicos. O dia também contou com a ajuda da mudança da perspectiva do rating soberano de estável para positiva pela S&P, que ainda trouxe otimismo para um upgrade já no próximo ano e derrubou o CDS para o menor nível desde 2013. No EXTERIOR, as bolsas americanas ampliaram a alta com notícia sobre o acordo inicial com a China. “Eles querem, e nós também”, escreveu Trump em rede social. BCE, em primeira reunião comandada por Christine Lagarde na presidência do banco, se comprometeu a manter a compra de títulos e as taxas baixas até se aproximar de sua meta de inflação; rendimentos de títulos europeus subiram.


A notícia de que Trump já assinou um acordo com a China anima as bolsas nessa manhã, que sobem mais de 1% na Europa, e valoriza as commodities. Acordo ainda não é oficial, mas anúncio é esperado para hoje, o que traria grande alívio a dois dias do prazo para vigência das tarifas americanas. No Reino Unido, premiê Johnson tem vitória expressiva e libra dispara antevendo fim do impasse do Brexit. Bom humor externo se soma ao clima local também positivo com expectativa de um upgrade do rating brasileiro, que poderia vir mais cedo se o país confirmar o esperado crescimento de 2% e as reformas persistirem. CDS, que já despencou ontem com a mudança de perspectiva da S&P, ensaia 8ª baixa esta manhã, para 101 pontos.


Bom dia e um excelente final de semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt

Morning Call - 15/06/2021

Ontem: Em dia morno de negócios, com o mercado à espera das decisões do Fed e do Copom amanha, a bolsa subiu 0,6%, sem conseguir manter o patamar de 131.000 pontos que havia atingido mais cedo, mas ai

Morning Call - 14/06/2021

Sexta: O anúncio da Petrobras de redução de preços da gasolina, a partir de sábado, fez os juros futuros curtos reverterem a alta a partir do início da tarde, enquanto pesou sobre as ações da empresa,