Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 13/07/2020

Sexta: O otimismo externo depois que a Gilead anunciou estudo indicando que seu medicamento remdesivir diminui o risco de mortalidade pela Covid-19 aumentou à tarde e se sobrepôs aos receios de que os novos surtos possam restringir a recuperação global. Com isso, o Ibovespa conseguiu alcançar o patamar de 100.000 pontos e se manter lá até o fechamento do pregão, em alta de 0,9%, no maior nível desde 5 de março. Vale, Petrobras e B3 tiveram as maiores contribuições positivas em pontos. No S&P 500, os destaques ficaram com o setor financeiro. O dólar ampliou a queda, e os juros futuros também cederam com o bom humor global e a aceleração mais branda do que a prevista do IPCA de junho, o que alimentou ideia de um último corte residual da Selic em agosto. No saldo da semana, o Ibovespa ganhou 3,4%, no segundo avanço semanal seguido, enquanto o dólar rumava para leve alta no período.


Hoje: O ambiente externo positivo de sexta se repete nesta manhã, apesar dos números ainda altos da pandemia em várias partes do mundo. As bolsas globais buscam manter o fôlego antes de balanços de bancos nos EUA e indicadores na China que serão checados em busca de evidências sobre a retomada da economia no segundo trimestre. Minério de ferro sobe com perspectiva positiva sobre demanda chinesa, enquanto moedas estão de lado. Petróleo cai com expectativa de redução dos cortes de produção em reunião da Opep. Ainda no exterior, BCE e BOJ anunciarão decisão na semana. No Brasil, IBC-Br entra no radar após IPCA baixo restabelecer parte das apostas em corte da Selic. Nesta segunda, agenda fraca traz Focus e estreia das ações da Ambipar.


Bom dia e boa semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt