Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 11/10/2019

A expectativa de um acordo parcial entre EUA e China animou as bolsas americanas e também o Ibovespa ontem, que subiu pelo segundo dia seguido e manteve o patamar de 101.000 pontos, depois de testar 102.000 na máxima. EUA e China iniciaram dois dias de negociação e os dois lados sinalizaram um otimismo cauteloso. O presidente americano, Donald Trump, disse que receberá o vice-primeiro-ministro da China, Liu He, na Casa Branca nesta sexta-feira. O governo americano pretende propor um pacto cambial como parte de um acordo. Os juros futuros estenderam a queda com dado fraco de varejo somando-se à deflação de setembro para compor um cenário de tranquilidade para o BC seguir reduzindo a Selic. A precificação na curva já mostra apostas até de Selic abaixo de 4,5%, o que contribui para sustentar o dólar acima de R$ 4,10. A moeda norte-americana oscilou entre baixa e alta ao longo do dia, chegando ao final da tarde próxima à estabilidade. Lá fora, as bolsas americanas subiram, os yields das treasuries também subiram e o índice dólar recuou. O petróleo encerrou a sessão em alta.


Hoje, as ações globais ampliam alta após Trump dizer que 1º dia de negociações transcorreu “muito bem” e reafirmar que ele se encontrará hoje com o vice-premiê chinês Liu He. Tom positivo da fala de Trump gera esperança de um acordo ao menos parcial após 18 meses de uma guerra comercial que tem ameaçado a economia mundial. Dólar recua ante maioria dos pares, mas no Brasil baixa pode ser limitada pelo carry reduzido e pelo barateamento do hedge em meio aos juros declinantes. Em outra zona de risco externo, expectativa de acordo sobre Brexit também melhora, fortalecendo a libra. Contraponto vem do receio de retomada das tensões entre Irã e Arábia Saudita, que leva o petróleo brent a superar os US$ 60. Agenda de dados fraca traz Sentimento de Michigan nos EUA. No Brasil, dado de serviços tem expectativa de queda em agosto, em linha com o número frustrante de varejo ontem que levou mercado a cogitar Selic terminal abaixo de 4,5%.


Bom dia a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt

Morning Call - 15/06/2021

Ontem: Em dia morno de negócios, com o mercado à espera das decisões do Fed e do Copom amanha, a bolsa subiu 0,6%, sem conseguir manter o patamar de 131.000 pontos que havia atingido mais cedo, mas ai

Morning Call - 14/06/2021

Sexta: O anúncio da Petrobras de redução de preços da gasolina, a partir de sábado, fez os juros futuros curtos reverterem a alta a partir do início da tarde, enquanto pesou sobre as ações da empresa,