Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 10/05/2021

Sexta: O payroll deu o tom do dia nos mercados globais e também no local, ao surpreender o mundo com uma criação de postos de trabalho muito abaixo do esperado nos EUA. Com isso, derrubou o dólar, valorizou as moedas emergentes e estimulou as bolsas, à medida que aliviou temores sobre inflação mais alta e corte de estímulos pelo Fed. Aqui, o dólar chegou a ser negociado abaixo de R$ 5,21 e teve a sexta queda semanal seguida e a maior do ano, de quase 4%, com a contribuição decisiva do Copom e seu discurso mais hawkish, que ajudou o real em meio à alta de juros. O alívio no dólar arrastou os juros futuros longos à baixa, enquanto os curtos e médios subiram, ajudados pelo IGP-DI acima do esperado e uma queda mais branda do que a prevista nas vendas do varejo. O Ibovespa seguiu na onda positiva das bolsas de NY e recuperou os 122.000 pontos, fechando na máxima do dia e levando a alta semanal para 2,6%. B3 liderou o avanço em pontos depois de balanço, junto com Petrobras, antes da divulgação do resultado nesta semana.


Hoje: As commodities estendem o rali liderado por novos recordes do minério de ferro e cobre, ajudando algumas moedas pares do real, ainda que o índice dólar ensaie uma recuperação. As ações de mineradoras são beneficiadas, mas receios com a inflação alimentada pela alta dos produtos básicos pressionam negativamente o Nasdaq futuro. Índices de preço serão divulgados esta semana nos EUA, China e Brasil e podem afetar os mercados de juros e câmbio. Aqui, ainda sai a ata do Copom, após comunicado hawkish derrubar o dólar na semana passada. Em Brasília, mais depoimentos movimentam a CPI da Covid. Agenda nesta segunda-feira traz Focus e IPC-S aqui, além de fala de Evans nos EUA.


Bom dia e boa semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt