Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 09/12/2019

O dólar ampliou a queda no final do pregão de sexta-feira e foi abaixo dos R$ 4,14, menor nível em quase um mês, com o movimento de busca por risco que estimulou os ativos emergentes. O payroll acima do esperado reduziu os riscos ao crescimento global e se somou à expectativa por um acordo comercial entre os EUA e a China. Bancos passaram a ficar vendidos em dólar por meio de derivativos. Os juros futuros seguiram o câmbio e fecharam em baixa, também com a avaliação de que o IPCA, embora ligeiramente acima do esperado pelo aumento do preço da carne, segue dinâmica tranquila. A aposta de redução de 0,50 pp da Selic nesta semana está consolidada e a chance de corte de 0,25 pp em fevereiro sobe para perto de 50%. O Ibovespa estendeu a alta e encerrou o pregão acima dos 111.000 pela 1ª vez com forte alta de ações do setor de consumo. No EXTERIOR, as bolsas americanas subiram com o payroll nos EUA acima das estimativas em novembro, sustentando a avaliação de investidores de que a economia americana não está perto de uma recessão, apesar da disputa comercial com a China. A criação de vagas nos EUA foi de 266.000 em novembro, acima da estimativa de 180.000, e a taxa de desemprego caiu para 3,5%, ante estimativa de 3,6%, enquanto os ganhos salariais horários médios ficaram em 0,2%, contra estimativa de 0,3%, mas com dado anterior revisado de 0,2% para 0,4%.


Bolsa e câmbio enfrentam semana cheia, com decisões do Copom e Fomc, e tentam manter ritmo após Ibovespa superar 111.000 pontos e real se apreciar mais de 2% na semana passada. Queda dos juros e retomada da economia, que já favorecem aprovação do governo no Datafolha, empurram o investidor para ações. Bolsas e moedas operam de lado no exterior nesta manhã, mas minério de ferro dispara e impulsiona mineradoras. Queda das exportações chinesas pode ampliar urgência para acordo com EUA antes do início das tarifas, no próximo domingo. Agenda destaca IGP-DI e IPC-S, que devem manter aceleração puxada pela carne, e Focus, que pode seguir elevando PIB.


Bom dia e boa semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt

Morning Call - 15/06/2021

Ontem: Em dia morno de negócios, com o mercado à espera das decisões do Fed e do Copom amanha, a bolsa subiu 0,6%, sem conseguir manter o patamar de 131.000 pontos que havia atingido mais cedo, mas ai

Morning Call - 14/06/2021

Sexta: O anúncio da Petrobras de redução de preços da gasolina, a partir de sábado, fez os juros futuros curtos reverterem a alta a partir do início da tarde, enquanto pesou sobre as ações da empresa,