Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 09/11/2020

Sexta: O dolar desabou, encerrando a semana aos R$ 5,37, na terceira queda seguida e para o menor nível em quase dois meses, na esteira do enfraquecimento global da moeda americana, diante da liderança de Joe Biden na corrida eleitoral e após dados do mercado de trabalho dos EUA acima do esperado. Movimento muito forte no câmbio local indica desmonte de posições compradas em dólar. Apesar de IPCA mais salgado em outubro, juros futuros encerraram sessão regular em baixa, sob influência do dólar e de fala do diretor de política econômica do BC, Fabio Kanczuk, vista como dovish, ao reforçar forward guidance do BC. Ibovespa perde fôlego após três dias de rali e encerra em alta leve, S&P 500 também subiu modestamente, na melhor semana desde abril. Ministro Paulo Guedes disse que o câmbio já está voltando de overshooting e que mudança nos EUA não afeta a dinâmica de crescimento do Brasil. Rodrigo Maia disse que debate da reforma administrativa começa nesta semana e que a reforma tributária está pronta para ser votada, já com maioria para aprovação.


Hoje: Bolsas globais sobem a nível recorde e moedas emergentes estendem rali após Joe Biden assegurar eleição com ampla vantagem nos EUA, reduzindo risco de contestação apesar de Donald Trump ainda não ter cedido. CDS brasileiro ensaia 5ª baixa seguida, indicando nova sessão de ganhos para ativos domésticos. BC diz que não antecipa decisões de intervenção após dólar despencar na sexta. Mercado monitora fala aberta de Campos Neto, além de pesquisa Focus e IPC-S. Com inflação pressionada, Brasil facilita regra de importação de soja trangênica americana. Na política, Moro, Huck e Doria miram 2022, enquanto Bolsonaro atrasa fala sobre Biden. No corporativo, IPOs e privatização da Copel são destaques na bolsa. Bateria de resultados, incluindo os da Magazine Luiza e BRF, sai após fechamento.


Bom dia e boa semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt