Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 07/08/2020

Ontem: Os juros futuros mostraram forte correção em queda nesta quinta-feira, especialmente no chamado ‘miolo da curva’, após o Copom sinalizar que Selic deve permanecer baixa por muito tempo e ainda deixar uma porta aberta para corte adicional. O dólar subiu, em parte também por efeito do Copom, mas com real e outras moedas emergentes contagiados pela depreciação da lira da Turquia. Entretanto, ao final da tarde, o dólar reduziu o avanço, que chegou quase a 1,5% na máxima do dia. O Ibovespa teve o segundo dia seguido de valorização acima de 1%, na esteira dos ganhos em NY, onde prevalece a expectativa por um acordo para novo pacote de estímulo. Rodrigo Maia ajudou, ao defender o teto de gastos e a privatização da Eletrobras. Cielo disparou após BB falar em separar negócios na área de pagamento. Bancos seguiram no foco, com a expectativa de votação no Senado do projeto de teto para juros de cheque especial e cartão de crédito.


Hoje: O dólar sobe e bolsas caem no exterior após o presidente Trump escalar o ataque a companhias de tecnologia da China ao mirar também o WeChat, da gigante Tencent, além da TikTok. Commodities recuam e lira turca acentua declínio. Dificuldade para acordo sobre estímulos nos EUA também gera desconforto antes da divulgação do payroll de julho. No Brasil, IPCA tem estimativa de leve aceleração um dia após os juros futuros tombarem no pós-Copom. Senado aprova o teto dos juros do cartão e cheque especial, como previsto, mas bancos esperam barrar projeto na Câmara. Enquanto a bolsa brasileira surfa a onda dos juros baixos, a d1000 e a Quero-Quero precificam ofertas e mais empresas engrossam pipeline de IPOs. Agenda ainda traz Anfavea, mais balanços e encontro de Campos Neto com Facebook e WhatsApp.


Bom dia e bom final de semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt