Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 07/06/2021

Sexta: Os ativos brasileiros hesitaram, mas acabaram por retomar o rali no período da tarde, na esteira da forte baixa dos yields americanos e do índice dólar, depois que o payroll de maio nos EUA mostrou aceleração nas contratações, mesmo vindo aquém do esperado. O dólar chegou a cair a nível abaixo de R$ 5,04, no sétimo recuo consecutivo e maior sequência de quedas em mais de dois anos. Os juros futuros recuaram ao longo de toda curva. E o Ibovespa bateu mais um recorde, aos 130.125 pontos, além de zerar as perdas em dólares desde o primeiro caso da Covid-19 no país. CVC teve a maior alta percentual e o bloco de operadoras de shoppings foi destaque setorial com maior valorização, reflexo da expectativa de retomada econômica. Vale pesou com restrições em produção. BRF caiu após Marfrig elevar fatia na empresa. As bolsas de NY subiram após relatório mostrar criação abaixo do esperado de vagas na economia americana, mas com o contraponto da alta do ganho por hora trabalhada e queda da taxa de desemprego. As bolsas europeias fecharam em alta. Juro dos Treasuries de 10 anos cedeu abaixo de 1,56%.


Hoje: O maior otimismo com crescimento da economia, que também favorece o cenário fiscal e embalou os recordes da bolsa e a queda do dólar nos dias anteriores, pode ganhar reforço do Congresso. Na Câmara, a reforma administrativa deve ser debatida por líderes, enquanto no Senado a MP da Eletrobras pode ser votada esta semana, disse liderança do centrão ao Jota. Na economia, Focus hoje pode elevar PIB após economia crescer mais que o previsto no 1T. Na semana, dados do varejo e serviços mostram pulso da atividade, enquanto IPCA pode vir salgado e reforçar apostas em altas mais agressivas da Selic, o que traria impulso extra na queda dólar, que se aproxima dos R$ 5,00. Agenda do dia ainda traz Kanczuk em entrevista coletiva sobre economia bancária. Na energia, mídia relata que ONS descarta risco de apagão, mas governo estuda medidas. Na vacinação, os governadores comemoram aval da Anvisa à Sputnik, mas reclamam de limite, diz o Estado. No exterior, mercados estão de lado, com S&P em baixa e moedas emergentes em alta. Minério de ferro recua após balança da China.


Bom dia e boa semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt