Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 07/04/2021

Ontem: A fraqueza global do dólar teve reflexo direto na boa performance das moedas emergentes, incluindo o real, mas a perda de fôlego das bolsas americanas ao final da tarde, depois de recordes, inibiu o Ibovespa, levando-o a apagar a alta e fechar o dia na estabilidade. O dólar e os rendimentos dos Treasuries cederam à medida que a perspectiva de crescimento econômico nos EUA se torna mais forte do que a de alta da inflação, mas analistas avaliam que o mercado ainda seguirá digerindo as boas notícias de dados econômicos e de vacinação, contrapondo-as aos riscos, como os inflacionários, e checando o quanto já está precificado. Aqui, o dólar teve segundo dia seguido de baixa e fechou as negociações cotado levemente abaixo de R$ 5,60. Já os juros encerraram a sessão regular em alta, sustentada após leilão do Tesouro com maior volume de NTN-B. O imbróglio do Orçamento continua sendo o principal fator de curtíssimo prazo no radar do mercado e as percepções positivas se mantêm à medida que se vê aberto espaço para correções, embora o tempo jogue contra. Bolsonaro já concordou em seguir o conselho de Guedes e vetar parcialmente a lei orçamentária deste ano.


Hoje: Brasil supera 4.000 mortes diárias por Covid e Fiocruz prevê que situação permanecerá crítica ao longo de abril, apesar da vacinação acima de 1 milhão por dia. Câmara aprova compra de vacinas pelo setor privado, desde que empresa doe mesma quantidade ao SUS. O tema deve ser discutido pelo presidente Bolsonaro em encontro hoje com empresários, diz o Estado. Espera-se ainda nesta quarta decisão do STF sobre veto a cultos religiosos durante isolamentos. Pandemia ameaça a retomada econômica e faz contraponto negativo à expectativa com o megaleilão de 22 aeroportos, que abre sequência de concessões de infraestrutura que podem gerar R$ 10 bi em investimentos. Agenda do dia ainda traz IGP-DI, que deve seguir pressionado, e números da Anfavea. Negociações sobre o orçamento também seguem no radar. No exterior, mercados operam de lado e esperam a ata do Fomc após relativo alívio visto recentemente nos rendimentos dos títulos e nas moedas emergentes, entre as quais o real.


Bom dia a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt