Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 06/12/2019

Depois de operar em alta durante quase toda a manhã de ontem, o dólar reverteu a alta no início da tarde e foi à mínima em quase duas semanas, a R$ 4,1775, à medida que o real se alinhou ao comportamento dos pares como peso chileno. Sem notícias capazes de influenciar os preços, operadores relataram fluxo de entrada em ambiente de baixa liquidez. Movimento também acompanhou a baixa do índice dólar no exterior, onde prevaleceu a expectativa sobre as negociações para um acordo comercial entre EUA e China. Os juros futuros fecharam com pouca variação, na véspera da divulgação do IPCA e dias antes do Copom. Ibovespa caminhou para novo recorde após tocar os 111.000 pontos mais cedo. No EXTERIOR, as bolsas americanas tradaram sem direção, à espera de notícias sobre as conversas entre EUA e China. O presidente Donald Trump disse que as negociações avançam bem, embora não tenha sido claro sobre as tarifas aos produtos chineses.


Bolsas externas mantêm fôlego hoje à espera de dados de empregos americanos e com notícia de que China avalia possível isenção de tarifas em importações de carne suína e soja dos EUA. Analistas mantêm previsão de payroll forte, de +183.000, mesmo após ADP frustrante, e indicador pode afinar expectativa para Fomc. No Brasil, IPCA deve mostrar aceleração, mas sinais de refluxo da alta da carne ajudam mercado a manter apostas em novo corte de 0,50 pp da Selic semana que vem. Mercado pode testar hoje se queda do dólar, que fechou nesta quinta abaixo de R$ 4,20 pela 1º vez em quase duas semanas, foi sinal de tendência ou apenas efeito de fluxo momentâneo.


Bom dia e um excelente final de semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt