Buscar
  • Pedro Hernandez

Morning Call - 06/10/2021

Ontem: O forte avanço dos yields dos Treasuries, após ISM de serviços nos EUA acima das previsões, levou dólar e os juros futuros à alta no mercado local, acentuada ao final da tarde, após uma produção industrial brasileira decepcionante em agosto vista pela manhã. A leitura do dado americano corroborou com a visão de que o Fed está no caminho certo para anunciar em breve o início da redução de compra de títulos, mas os investidores aguardam os números do mercado de trabalho dos EUA nesta semana para avaliar melhor o estado da economia. As bolsas em NY se recuperaram bem do selloff da véspera, puxadas por ações de tecnologia, e o Ibovespa tentou a mesma trajetória, mas o fôlego foi limitado pelas preocupações quanto ao cenário doméstico - especialmente com fiscal, inflação e reformas -, que também pesaram no câmbio e nos juros. O índice acabou fechando perto da estabilidade. Petrobras foi beneficiada novamente pela alta do petróleo e esteve, junto com bancos, entre as maiores contribuições positivas em pontos para a bolsa. CCR subiu 0,4% após vencer leilão de concessão pelo aeroporto de Pampulha. Senado convidou Guedes e Campos Neto a explicar contas offshore.


Hoje: Bolsas europeias caem em torno de 2% e futuro do S&P 500 recua mais de 1% após dados europeus ampliarem receio de desaceleração do crescimento global. Aversão ao risco enfraquece moedas emergentes, com alguns pares do real caindo mais de 1%. Juros dos treasuries, porém, estendem avanço com alta da inflação implícita dos EUA após ISM serviços forte ontem. ADP hoje e payroll na sexta ajudam a calibrar expectativas para começo do tapering - inicialmente previsto para novembro. Agenda expressiva de dados também no Brasil destaca vendas no varejo de agosto após queda maior que a esperada da indústria refletir alta de custos e gargalos da produção. IGP-DI, por sua vez, deve aprofundar deflação no comparativo mensal, mas alívio nos IGPs anteriores se limitou aos preços no atacado. BC oferta swaps para overhedge e encerra rolagem de dezembro, enquanto Campos Neto participa de homenagem ao avô. Em meio às altas do petróleo e dólar, que geram ameaça adicional à inflação, Lira diz que política da Petrobras não muda e propõe fundo regulador para combustíveis. Queda dos metais no exterior pode prejudicar Vale, que suspendeu produção de cobre em Salobo.


Bom dia

Posts recentes

Ver tudo

Sexta: Apetite ao risco no exterior, enquanto operadores ponderaram chance de Fed desacelerar ritmo do aperto em setembro, e relatos de fluxo doméstico sustentaram a dinâmica positiva dos ativos locai

Ontem: Avanço dos yields e realização de lucros pressionam dólar, que fechou em alta superior a 1%. Moeda renovou a máxima perto de R$ 5,17 e real anotou o pior desempenho entre emergentes. Rendimento

Ontem: Reversão da queda dos yields americanos freou o ímpeto de queda do DI, que chegou a mergulhar pela manhã com o CPI abaixo do esperado nos EUA. Inflação americana aumentou chance de 0,50pp pelo