Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 03/05/2021

Sexta: Dólar fecha abril com queda em torno de 3,5%, a maior baixa mensal desde novembro, coroando um período de fortes fluxos para o Brasil das exportações, expectativa de que números da Covid-19 continuem a melhorar, resolução do impasse do Orçamento e postura dovish confirmada pelo Fed. O Ibovespa também encerra um mês positivo, com alta de 1,9%, e sucesso do leilão da Cedae, com ágios de mais de 100%. A Sabesp reverteu queda após consórcio do qual fez parte conquistar um dos blocos e Equatorial caiu depois de sair sem nenhum bloco do leilão. No último pregão do mês, contudo, os ativos brasileiros em geral tiveram perdas comandadas pelo exterior. O dólar subiu lá fora e aqui com declarações do presidente do Fed de Dallas, Robert Kaplan, que disse ser apropriado começar a falar sobre ajuste das compras de ativos, na direção contrária às declarações de Jerome Powell na semana. Ibovespa perdeu o patamar de 119.000 pontos na esteira da queda das bolsas em NY. Juros futuros subiram, mas reduziram parte da alta ao final da sessão regular com o bem-sucedido leilão da Cedae. As bolsas americanas caíram com ações de energia e tecnologia na liderança, e após dados econômicos mostrarem potenciais pressões inflacionárias, e alem dos comentários do presidente do Fed de Dallas.


Hoje: Mercado global busca uma direção mais positiva após perdas dos ativos de risco da sexta-feira. S&P tem leve ganho e o índice dólar interrompe a alta, embora os receios com inflação nos EUA sigam gerando debate sobre estímulos do Fed. ISM e PMI abrem hoje semana forte em indicadores americanos, que terá payroll na sexta. Powell fala em evento. Minério de ferro sobe e Citi vê preço a US$ 200. Guedes diz que dólar cairá com commodities. Em Brasília, depoimentos na CPI da Covid no Senado devem ter contraponto na Câmara com texto da reforma tributária. País finalmente vacina 1 milhão por dia com falta de doses amenizada pela chegada de mais imunizantes. Agenda local abre a semana do Copom com balança, que deve ter superávit recorde, Focus, PMI e IPC-S. IPC-Fipe desacelera pouco menos que o previsto. No corporativo, Itaú divulga balanço após fechamento, Petrobras inicia fase vinculante para vender TBG e IPOs prosseguem na B3. Fim de semana teve atos pró-Bolsonaro em várias capitais.


Bom dia e boa semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt