Buscar
  • Pedro Hernandez

Morning Call - 03/01/2020

O Ibovespa deu continuidade ontem ao tom otimista e buscou novos recordes no 1º pregão de 2020. O índice alcançou os 118.000 pontos com o bom humor externo após medidas do governo chinês para sustentar a economia e expectativa em relação à assinatura do acordo comercial EUA-China no próximo dia 15. B3 subiu e ajudou o índice, após anunciar redução de tarifas para atrair novos investidores, principalmente pessoa física, diante da perspectiva de concorrência. Já o dólar, que chegou a bater nos R$ 4 pela manhã, subiu e encerrou acima dos R$ 4,02, depois de bater nos R$ 4,04, em meio à baixa liquidez e ausência de catalisadores neste início de ano. Os juros futuros encerraram sessão regular em leve queda. No EXTERIOR, as bolsas americanas também bateram novos recordes depois que o BC chinês anunciou corte de compulsório para ajudar no crédito. O banco do Povo da China anunciou a redução a partir de 6 de janeiro da taxa de compulsório bancário em 0,50 pp, o que deve injetar US$ 115 bi em liquidez ao sistema financeiro.


Hoje o mercado amanheceu com a notícia de que um ataque ordenado por Trump matou um alto comandante militar do Irã, levando o país a prometer retaliação. Petróleo disparou mais de 4% durante a noite e as bolsas americanas e europeias caem. Receio de um conflito mais amplo no Oriente Médio derruba moedas emergentes e empurra investidor para ativos mais seguros, valorizando o iene e o ouro. Trump não fez nenhum comentário imediato, mas twittou a imagem de uma bandeira americana, enquanto o líder supremo do Irã ameaçou “retaliação severa”. ”O general Soleimani estava desenvolvendo ativamente planos para atacar diplomatas e militares americanos no Iraque e em toda a região”, disse comunicado do Departamento de Defesa dos EUA. ”Uma severa retaliação aguarda assassinos que têm o sangue de Soleimani e de outros mártires nas mãos perversas do incidente da noite passada”, disse o líder supremo iraniano Aiatolá Ali Khamenei. ”Nenhum lugar será seguro para os americanos a partir de agora, após o assassinato de Soleimani”, afirmou Heshmatollah Falahatpisheh, membro da comissão de segurança nacional do parlamento iraniano, segundo o ICANA, o serviço oficial de notícias do órgão. Aversão ao risco deve frear o rali do Ibovespa. Risco geopolítico ofusca agenda forte nos EUA, que inclui ISM, ata do Fomc e fala de dirigentes do Fed. Agenda doméstica é vazia. Brasil mira, via Mercosul, acordos comerciais com Canadá, Coreia, Singapura, Japão e Indonésia.


Bom dia e um excelente final de semana a todos.

Posts recentes

Ver tudo

Ontem: O Banco Central reforçou mensagem da ata do Copom de que busca a convergência da inflação para ao “redor da meta” em 2023, com a Selic mais alta por período mais longo. Segundo o presidente Rob

Ontem: Dólar se firma em alta no fim da tarde e encerra o dia perto dos R$ 5,20, pressionado pelos ruídos fiscais com as propostas do governo para aliviar os preços dos combustíveis e o cenário extern

Ontem: Ata do Copom com tom mais duro que o esperado abriu espaço para aperto para além de agosto e fortaleceu o real ao favorecer o carry. Exterior positivo também contribuiu para a moeda ficar entre