Buscar
  • Pedro Hernandez

Morning Call - 01/12/2021

Ontem: O Ibovespa e as bolsas de NY caíram nesta terça-feira com comentários do presidente do Fed, Jerome Powell, de que seria apropriado considerar a conclusão da redução gradual de compras de ativos meses antes do esperado e que era hora de aposentar a palavra “transitória”. Foi o contrário do que os investidores esperavam, em meio à nova variante do coronavírus, e isso provocou grande movimentação do ativos, com reflexo no mercado brasileiro. Além da baixa das bolsas, que levou o S&P 500 a apagar o avanço de novembro, a curva de rendimentos dos Treasuries foi ao nível mais plano desde o início da pandemia, com queda do prêmio da taxa de 30 anos sobre o yield de 5 anos. Por aqui, o dólar passou a subir com Powell, à medida que o índice da moeda no exterior reduzia a baixa. Os juros longos já recuavam antes das declarações do chairman do Fed, após anúncio de leilão mais enxuto de NTN-B e falas de dirigentes do Banco Central, inclusive Roberto Campos Neto, sem sinais que pudessem ser vistos como hawkish. As taxas ampliaram um pouco a queda com aprovação da PEC dos precatórios pela CCJ do Senado. A curva de juros perdeu inclinação. A nova versão do texto retirou os precatórios ligados ao Fundef do teto de gastos. A tentativa de o Senado tentar votar a PEC ainda ontem, levou o dólar a reduzir a alta, depois de máxima de +1%, e a bolsa a amenizar baixa.


Hoje: Bolsas globais e commodites sobem, ensaiando recuperação parcial das fortes perdas de ontem. Powell volta a falar hoje e EUA tem bateria de dados a dois dias do payroll. No Brasil, BC oferta US$ 1 bi em linha e faz leilão de swap para overhedge depois de três altas seguidas do dólar. Agenda ainda traz IPC-S, que deve seguir elevado, PMI e balança. Principal driver doméstico deve vir de Brasília, onde o Senado vota em plenário a PEC dos Precatórios, enquanto a sabatina de Mendonça para o STF será outro teste para a força política de Bolsonaro. Apesar do risco fiscal, Brasil ganha alívio da S&P, que manteve o rating do país. Mercado monitora ômicron após a Anvisa detectar dois casos positivos.


Bom dia

Posts recentes

Ver tudo

Ontem: Em meio a uma sessão de volatilidade na véspera de decisão do Fed e com riscos geopolíticos relacionados à Ucrânia, os ativos brasileiros aproveitaram uma melhora de NY à tarde, movida por busc

Ontem: O cenário de aversão ao risco no exterior, com as tensões entre Rússia e Ucrânia, às vésperas de decisão do Fed sobre política monetária, contagiou os ativos domésticos. O Ibovespa perdeu em to

Sexta: O risco fiscal voltou a arranhar o humor para os ativos domésticos, após o presidente Jair Bolsonaro confirmar que o governo negocia com o Congresso uma PEC para “praticamente zerar” PIS/Cofins