Buscar
  • Mateus Cosac

Morning Call - 01/07/2019

Os ativos brasileiros operaram em direções opostas na sexta feira, fechamento de semestre. Enquanto o dólar mostrou correção em dia de fechamento da Ptax e cautela antes da reunião do G-20 no final de semana, os contratos de juros ampliaram ainda mais as apostas de corte na Selic, com o protagonismo de Rodrigo Maia à frente da reforma da Previdência. O Ibovespa chegou a subir mais fortemente pela manhã, no entanto perdeu fôlego à tarde em meio à troca de carteiras de encerramento de mês. O Ibov encerrou o mês com alta de 4,06% aos 100.967 pontos. O dólar teve um mês de queda e encerrou o mês e o semestre aos R$ 3,85 com queda de 1,90%. Porém, apesar do bom desempenho dos ativos locais no mês, ficou aquém do desempenho dos pares externos.


As bolsas americanas melhoraram no final do pregão, enquanto o dólar índice e os yields das treasuries ficaram perto da estabilidade, na expectativa do encontro entre Donald Trump e Xi Jinping no Japão, que pode definir os rumos da guerra comercial. No mês, as bolsas americanas subiram forte, na casa dos 7%. Na mesma direção, o dólar teve um desempenho fraco em relação aos pares, perdeu para todos.


A semana, mês e semestre, começam com uma trégua entre EUA e China na guerra comercial acertada durante a reunião do G20 no final semana. Os dois países concordaram em retomar as negociações para um acordo, o que impulsiona ganhos de mais de 1% dos futuros de ações de NY, enquanto ouro e iene recuam. Dados de PMI fracos na China e Europa, no entanto, apagaram a queda dos títulos soberanos. A trégua inclui compromisso da China de comprar uma quantidade substancial de produtos agrícolas norte-americanos. A notícia pode ecoar nas concorrentes brasileiras em meio ainda ao acordo histórico do Mercosul-UE, anunciado no meio da tarde de sexta-feira. Acordo pode fazer com que as nações do bloco sul-americano tenham acesso a cotas para exportar 180.000 toneladas de frangos, afirma a ABPA. Minério de ferro dispara com alerta da Austrália. No Brasil, manifestantes em várias cidades do país participaram de atos neste domingo em defesa do ministro Sergio Moro e em apoio à reforma da Previdência. O PSL decide hoje se incluirá destaques no relatório da reforma e orientação é para que não se peça alteração para não atrasar votações.




Posts recentes

Ver tudo

Morning Call - 18/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos e médios dispararam e a curva perdeu a inclinação após o Copom adotar uma comunicação hawkish e deixar janela aberta para acelerar ritmo de alta da Selic, caso as expect

Morning Call - 17/06/2021

Ontem: A previsão de dirigentes do Fed de que os juros nos EUA podem ter dois aumentos até final de 2023 - um ritmo de aperto mais rápido do que o esperado - trouxe pressão aos ativos no exterior e no

Morning Call - 16/06/2021

Ontem: Os juros futuros curtos estenderam a alta, no aguardo de decisões do Fed e do Copom. O dólar virou para a queda no período da tarde, com fluxo vendedor e também na esteira da expectativa de alt